Aderaldo Pinto pede formação de mais oficiais da PM e do Corpo de Bombeiros

Destacar a necessidade de integração de mais oficiais à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros de Pernambuco. Foi esse o objetivo de um discurso do vereador Aderaldo Pinto (PSB), proferido durante a reunião ordinária remota da Câmara do Recife. Ao Governo do Estado, ele solicitou a abertura de mais uma turma do Curso de Formação de Oficiais ainda neste ano.

Pinto iniciou seu pronunciamento com um elogio à gestão do governador Paulo Câmara, que na semana passada anunciou a convocação de 1.925 aprovados para as polícias Militar, Civil e Científica, além do Corpo de Bombeiros. “Quem conhece de segurança pública sabe que isso é um ato fundamental. Com a reforma da Previdência do Governo Temer, muitos policiais e bombeiros de farda que possuem muito tempo na ativa estão estimulados a solicitar a aposentadoria neste ano, o que vai agravar a defasagem”.

Para o vereador, no entanto, a formação de oficiais ficou aquém do esperado. De acordo com ele, o Curso que estava programado no ano passado foi cancelado devido à pandemia. “Havia a esperança de formação de uma turma única que contemplasse a quantidade do ano passado, mais a quantidade prevista para este ano”, contextualizou.

“Entretanto, no anúncio feito na última semana, apenas 60 vagas foram destinadas para os oficiais. Vale ressaltar que o Curso tem duração de um ano, então os oficiais só estarão disponíveis para as ruas, no mínimo, a partir de abril do ano que vem”.

Autor do requerimento nº 328/2021, que pede o aumento do número de participantes do Curso, o parlamentar sugeriu que uma outra turma fosse aberta no segundo semestre de 2021, contemplando mais 75 novos oficiais. “Muitos batalhões estão com o planejamento de expansão travados devido à falta de oficiais para realizar e organizar essas operações. Sem falar no acúmulo de funções, em que muitos oficiais, devido à falta de quadros superiores na corporação, fazem a função da patente acima”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.