Aeroporto do Recife reforça a malha aérea no mês de janeiro

By 05/01/2022 - 16:35Pernambuco
Foto: Matheus Ribeiro

Terminal da capital do Estado tem autorização da Anac para receber 7.191 pousos e decolagens neste mês. Volume supera o total de voos previstos em janeiro de 2020, antes da pandemia

O novo ano se inicia já trazendo boas-novas com relação à aviação do Estado. Dados analisados sobre o primeiro mês do ano do Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre revelam que a malha aérea autorizada pela Anac para o terminal supera a de 2020, último verão antes do início da pandemia. O equipamento aeroportuário da capital pernambucana, que acaba de ser eleito o mais pontual do País e o quinto do mundo na categoria médio porte, pela The On-Time Performance Report, receberá, neste mês, 7.191 voos, entre chegadas e partidas, número 1,32% maior que naquele período.

A título de comparação, em janeiro de 2020, às vésperas do último Carnaval realizado no Estado, a previsão foi de 7.097 pousos e decolagens. Com relação ao mesmo período, em 2021, já na pandemia, o aeroporto da capital tinha previsão de operar 5.883 voos – 22% a menos do que o esperado para este ano.

“Estamos muito animados em anunciar mais esta excelente projeção da malha aérea do Aeroporto do Recife. Continuamos registrando crescimentos expressivos e reais na aviação do Estado desde a época da pré-pandêmica. Neste mês contamos com incremento de quatro novas ligações diretas à nossa malha. Serão 44 destinos nacionais e um internacional”, comemora o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

Os quatro novos destinos somados à malha aérea do Recife são Vitória da Conquista (BA), Santarém (PA), Parnaíba (PI) e Boa Vista, capital de Roraima. Além deles, há ligações diretas para Aracaju, Aracati (CE), Belém, Brasília (DF), Campina Grande (PB), Caruaru, Confins (BH), Cuiabá, Fernando de Noronha (PE), Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Ilhéus (BA), Jericoacoara (CE), João Pessoa, Juazeiro do Norte (CE), Maceió, Manaus, Mossoró (RN), Natal, Palmas, Patos (PB), Porto Seguro (BA), Petrolina, Porto Alegre, Porto Velho (RO), Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São José dos Pinhais (PR), São Luís, São Paulo (Campinas, Congonhas, Guarulhos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto), Serra Talhada, Teresina, Vitória e Uberlândia (MG), além de Lisboa, via TAP. 

O Aeroporto do Recife deverá operar com média diária de 232 frequências, entre pousos e decolagens – em 2020, foram 229. Com relação às demais capitais do Nordeste, a previsão é que Salvador opere com média de 183 voos, e Fortaleza (CE) registre 131 partidas e chegadas por dia.

OUTROS TERMINAIS TAMBÉM SE DESTACAM

Além do Aeroporto do Recife, outros complexos aeroportuários do Estado apresentaram incremento na malha aérea em janeiro. Os bons resultados são do Aeroporto de Fernando de Noronha e do de Petrolina.

O terminal do Arquipélago terá média diária de dez voos (chegadas e partidas), o que totaliza 318 pousos e decolagens no mês. A malha aérea de janeiro deste ano recupera em  95% do apurado na pré-pandemia (2020).

Já o Aeroporto Senador Nilo Coelho, no Sertão, deve operar 12 voos diários, totalizando 362 pousos e decolagens em janeiro.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.