Alepe diploma mais de 200 alunos em curso gratuito de formação de lideranças

By 24/08/2021 - 21:47Pernambuco

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) entregou nesta terça-feira (24) os certificados dos participantes do primeiro curso de formação de lideranças promovido pelo “Programa Lideralepe”, sob a coordenação da Escola do Legislativo. Foram 1,4 mil inscritos. A solenidade de entrega foi realizada no Auditório Sérgio Guerra, na Alepe. Mas, em função do protocolo sanitário imposto pela pandemia da Covid-19, somente 75 participantes receberam presencialmente o documento oficial do curso, representando os 284 certificados. O restante foi contemplado por e-mail.
Durante a solenidade, o advogado Rodrigo Scholtz falou como representante dos participantes do projeto Lideralepe. Para ele, o curso de formação de novas lideranças atingiu plenamente os objetivos. “Novos conhecimentos foram preciosos para nossa formação. O curso contribuiu para o pensamento político fazendo enxergar para além das paixões o conteúdo técnico e científico”, disse.
O historiador Waldomiro Borges também avaliou como valiosa a iniciativa. “O curso cumpriu o papel fundamental da Alepe, que é envolver a população nos debates principais da sociedade e na formação de jovens”, disse Waldomiro. De acordo com ele, as aulas serviram como complementação de sua formação. “Muitas vezes isolados nas pesquisas, esquecemos de debater temas tão atuais como a política nacional, regional e de nossos municípios”, comentou.
Com o objetivo de oferecer capacitações gratuitas à população, o “Programa Lideralepe” vem promovendo aulas virtuais em parceria com o Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O primeiro curso, intitulado “Desenvolvimento de Lideranças”, abordou temas como democracia, regras eleitorais, direitos humanos, política internacional, comunicação oral de líderes, entre outros. A capacitação foi direcionada para vereadores, prefeitos, secretários municipais, lideranças comunitárias, estudantes dos ensinos médio e superior e pessoas interessadas.

Na avaliação do coordenador do curso de Ciências Políticas da UFPE, Adriano Oliveira, os grandes líderes surgem da capacidade de unir, de dialogar, de fazer e acima de tudo de agregar. “A política como um todo foi criminalizada. Não podemos ignorar a política nem desconsiderar os políticos que agregam e somam”, afirmou.
Em seu discurso, Oliveira destacou o apoio da UFPE na realização da parceria com a Alepe. “A Universidade não pode ficar na Cidade Universitária escondida. Ela tem que ir para a rua e promover a inclusão social, afinal de contas ela é pública. Não existe educação e nem vida democrática sem a inclusão social”, enfatizou.

Participaram do primeiro curso do Lideralepe 321 alunos de Pernambuco e de outros estados do Nordeste, como destacou o superintendente da Escola do Legislativo, José Humberto Cavalcanti. Ele adiantou que, além do curso Desenvolvimento de Lideranças, mais duas capacitações já se encontram em andamento: Planejamento estratégico do mandato parlamentar e Comunicação Política – fundamentos e estratégias.
“O sucesso dessa iniciativa foi tanto que tivemos inscrições de cerca dez estados da federação. Tivemos inscrições de São Paulo, Maranhão, do Nordeste praticamente todo e do Centro-Oeste. A Escola do Legislativo da Câmara Federal nos procurou para que a gente fizesse parceria para replicar outros cursos nesse sentido”, informou o superintendente.
Para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eriberto Medeiros (PP), o “Programa Lideralepe” é mais uma iniciativa da Casa no sentido de reafirmar a aproximação do Poder Legislativo do povo pernambucano. “Com a entrega dos diplomas a Assembleia Legislativa dá um passo à frente em aproximação com a sociedade pernambucana. O objetivo do curso é democratizar o conhecimento sobre a ciência política, capacitando novas gerações de líderes”, disse Eriberto.
Titular da Comissão de Educação da Alepe, a deputada Tereza Leitão (PT), falou sobre a importância da formação de novas lideranças . “Estamos vivendo um momento político dos mais conturbados, que foi precedido de uma criminalização da política, como nunca vista nesse país. O objetivo de criminalizar determinado pensamento político, determinadas lideranças políticas e partidos políticos terminou por criminalizar a política. Quem tá na política não presta, não tem o que fazer, porque está mamando de alguma forma. Esse curso é um contraponto a essa realidade e a Alepe enfrentou isso da melhor maneira que é educando”, destacou.
O “Lideralepe” é um programa da Alepe, lançado em abril deste ano na ocasião do aniversário de 186 anos da Alepe. É coordenado pela Escola do Legislativo (Elepe) em parceria com o Curso de Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O objetivo é estimular a formação de novas lideranças políticas e de gestão voltadas para um ambiente político moderno e em constante inovação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.