Alepe fecha parceria com MPPE para facilitar atendimento ao cidadão com o “orelhão digital”

By 19/11/2021 - 19:03Pernambuco
Foto: Nanda Chiapetta/ ALEPE

Em mais uma parceria com outras instituições em prol dos pernambucanos, a Assembleia Legislativa de Pernambuco firmou com o Ministério Público estadual um termo de cooperação para implantar, na Alepe, o projeto “orelhão digital”.

A parceria foi destaque na reunião plenária da última quarta-feira (17) que homenageou a passagem dos 130 anos do MPPE. Na ocasião, os parlamentares foram agraciados com placas comemorativas pelo aniversário do Ministério Público, representado pelo procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto de Freitas.

O “orelhão digital” é um ponto de atendimento voltado para serviços essenciais, disponíveis na Internet, que são oferecidos por órgãos públicos e concessionárias de serviços. O objetivo do projeto é assegurar que os cidadãos com dificuldade de acesso à Internet sejam contemplados pelos benefícios da digitalização do atendimento.

Através do “orelhão digital”, os pernambucanos poderão resolver questões relacionadas a órgãos como Celpe, Compesa, INSS, Detran, Expresso Cidadão, Delegacia de Polícia e Receita Federal. O serviço também prestará consultas aos processos em andamento no Ministério Público Estadual e no Tribunal de Justiça de Pernambuco, além da participação em audiências virtuais.

“É muito importante que a Assembleia Legislativa se engaje nessa iniciativa em prol da cidadania. É um projeto inovador que garante o acesso das pessoas a seus direitos através da tecnologia, principalmente daqueles que mais precisam, e que em breve estará à disposição da população”, ressaltou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP).

Na parceria com o MPPE, a Alepe disponibilizará toda a estrutura para a instalação e funcionamento do “orelhão digital”: espaço físico, computador, impressora, rede WI-FI e servidor para atendimento ao cidadão. A data de instalação da unidade está sendo definida pela Assembleia.

Para o promotor de justiça e assessor técnico da Procuradoria-Geral, Luís Sávio, a ideia do “orelhão digital” é oferecer apoio para que mais cidadãos tenham acesso ao poder público. “Precisamos chegar ao povo mais carente, que tanto precisa da inclusão digital principalmente para resolver questões que envolvam seus direitos e deveres enquanto cidadão”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.