Alepe promove noite de homenagem ao Choro Pernambucano

By 21/10/2022 - 14:52Pernambuco
Foto: Roberto Pereira Jr.

Com direito a uma autêntica roda de Choro formada por musicistas e cantores que integram a cena cultural pernambucana, a Assembleia Legislativa promoveu na noite desta quinta-feira (20), no auditório Senador Sérgio Guerra, uma solenidade em homenagem ao Dia Estadual do Choro João Pernambuco e àqueles que vêm atuando fortemente para a preservação e divulgação deste que é o primeiro gênero musical instrumental brasileiro. A iniciativa do evento, e da data estadual (Lei nº 17.148/2021) que agora integra o calendário oficial dos eventos comemorativos de Pernambuco, foi do deputado Waldemar Borges.

Na noite de ontem foram homenageados a cantora Dalva Torres – considerada a grande dama do Choro pernambucano -, o Coletivo Isto É Choro! – formado por musicistas, produtores e agentes culturais que há seis anos realizam ações de promoção e salvaguarda do gênero musical – e os integrantes da Roda Infinito – roda de Choro que reúne a nova geração dos chorões e choronas e que desde 2012 tem papel fundamental na inserção de músicos no mercado. A mesa da reunião solene foi composta pela vice-governadora Luciana Santos, pelo deputado Waldemar Borges, pela vereadora do Recife Cida Pedrosa (autora da lei que criou o Dia Municipal do Choro Luperce Miranda), pela cantora Dalva Torres, pelo musicista e professor do Conservatório Pernambucano de Música Lucas Guerra (Roda Infinito) e produtor cultural Wagner Staden (Coletivo Isto É Choro!)

Na ocasião, o deputado Waldemar destacou a importância daquele momento para a cultura e para o fortalecimento do Choro enquanto expressão da identidade nacional. “Ter contribuído na Assembleia Legislativa para a criação do Dia Estadual do Choro foi para mim bastante especial. Ao encaminhar a reivindicação do Coletivo Isto É Choro!, que sinalizava a ausência de uma data oficial para marcar a importância do Choro, tive a oportunidade de me integrar a um movimento maior que busca o resgate, à luz do conhecimento público, da história de João Teixeira Guimarães, o João Pernambuco”, destacou em seu discurso.

Em sua fala, a vereadora Cida Pedrosa chamou a atenção para a simbologia que as rodas de Choro – espaços que reúnem músicos, seus instrumentos e intérpretes para as performances – carregam em si. “A roda de Choro diz muito sobre a própria democracia. Ela é mais do que um espetáculo, é uma ação de horizontalizar o conhecimento”. A vice-governadora Luciana Santos reforçou a importância da homenagem avaliando o atual contexto político nacional. “Em tempos de tantos ataques à cultura, estamos aqui para prestigiar a cultura enquanto transformação social. Homenagear o Choro é homenagear a nossa brasilidade”, assegurou.

Nascida em uma família de músicos, a cantora, compositora, arranjadora e pianista Dalva Torres se disse bastante emocionada com a homenagem recebida. “A vida já me deu muita coisa: uma família, filhos, netos, bisnetos, mas hoje quero fazer um agradecimento especial a todos vocês por fazerem parte de minha vida e pelo amor ao Choro”.

Respeitando os ritos seculares do gênero musical, a reunião foi encerrada com uma autêntica roda de Choro formada pelos musicistas do Coletivo Isto É Choro! e da Roda Infinito: Fábio Santos (flauta), Walter Leão, Inaldo Minervino, Catarina Polônio, Anderson Botelho (pandeiros), Wilson Soares e Lucas Guerra (bandolim), com as vozes de Dalva Torres, Surama Rheis e Walmir Chagas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.