Álvaro Porto quer mais policiamento em rodovias e audiência pública para debater insegurança

By 09/09/2021 - 13:14Pernambuco

A falta de segurança e o aumento dos assaltos nas rodovias de Pernambuco levaram o deputado estadual Álvaro Porto (PTB) a solicitar audiência pública para debater a questão e a encaminhar apelo ao governo do estado para que o policiamento nas estradas estaduais seja intensificado.

O pedido de audiência pública foi remetido ao presidente da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa, deputado Fabrizio Ferraz (PP). Por sua vez o apelo, protocolado como indicação junto à Mesa Diretora da Casa, foi endereçado ao governador Paulo Câmara (PSB), ao secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e ao comandante geral da Polícia Militar, Coronel José Roberto Santana.

De acordo com Porto, usuários das rodovias estaduais, sobretudo os responsáveis pelo transporte e distribuição de cargas, além dos altos preços dos combustíveis, estão sendo obrigados a conviver com a falta de segurança para cumprir seus compromissos profissionais e realizar as entregas de mercadoria, sendo constantemente vítimas de assaltos e tentativas de ataques do gênero.

Esta realidade, enfatiza o deputado, está deixando em pânico os motoristas e passageiros que necessitam trafegar pelas rodovias pernambucanas.

“Diante desta situação, é fundamental que os órgãos responsáveis pelo patrulhamento e segurança dessas rodovias intessifiquem as ações de patrulhamento e combate aos assaltos realizados nas rodovias estaduais, de modo a garantir a integridade física e patrimonial de todos aqueles que utilizam as rodovias estaduais, devolvendo a tranquilidade aos seus usuários”, frisa.

Do mesmo modo, o deputado entende como oportuna e necessária a realização de uma audiência pública na qual possa se discutir possíveis soluções para os assaltos ocorridos nas rodovias pernambucanas.

Josué Nogueira, assessor de imprensa (99979.7305)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.