Articulação pelos direitos das mulheres da deputada Gleide Ângelo chegam ao Sertão Pernambucano

By 21/01/2021 - 12:59Sertão do Moxotó

Em Arcoverde, prefeito Wellington da LW (MDB) confirma criação da Secretária da Mulher

É no sertão nordestino que o machismo e o patriarcado que permeiam as relações em nossa sociedade se mostram em sua natureza mais crua. A literatura e as novelas imortalizaram a figura do homem sobrevivente, rústico e desprovido de habilidades emocionais que se refletem em suas relações familiares, assim como no trato com suas companheiras. Sob esta perspectiva, seria correto afirmar que a arte imita a vida, uma vez que os casos de violência doméstica na região, segundo dados da Secretaria de Defesa Social, são expressivamente crescentes: de 2012, quando o órgão passou a tornar públicas as informações, até 2019, último balanço divulgado, o interior pernambucano praticamente dobrou o número de registros de violência doméstica e familiar, saltando de 12.998 para 21.317 boletins de ocorrência em menos de 10 anos. Compreendendo a fragilidade desta realidade, a Delegada Gleide Ângelo também foca suas ações no interior do estado. Sendo assim, na última quarta-feira (20) ela se reuniu com o prefeito da cidade de Arcoverde, Welington da LW (MDB) e sua equipe para discutirem a execução de políticas efetivas para o enfrentamento da violência doméstica e de apoio às mulheres.

A cidade de Arcoverde não destoa da curva ascendente do sertão pernambucano quando se refere à violência contra a mulher: nos últimos dois anos, houve um aumento de quase 30% nos registros policiais deste tipo de caso. Determinado a reverter esta realidade, o prefeito Welington da LW (MDB) uniu interesses à Delegada Gleide Ângelo e confirmou a ampliação da Coordenadoria para Secretaria da Mulher Arcoverdense. A deputada destaca a importância e o comprometimento da gestão para a realização de ações no combate à violência e para o enfrentamento ao feminicídio, através de campanhas que discutam as diversas formas que o preconceito e a violência contra a mulher se apresentam no dia a dia, como algumas das práticas que podem colaborar na prevenção e no empoderamento feminino. “Vamos destinar emendas parlamentares para auxiliar na concretização das ações de cuidado e de amparo às mulheres de Arcoverde. O desafio no interior do estado é imenso, não apenas pela cultura machista há muito enraizada, mas também pela necessidade urgente de articulações entre os municípios para a criação desta rede em nome das mulheres. Friso a relevância desta Secretaria em favor a todas as mulheres da cidade”, explica a parlamentar. 

A Delegada também conheceu o trabalho do grupo cultural Baque Mulher Arcoverde, que usa a sabedoria popular do coco de roda e do maracatu, fortes tradições locais cuja representatividade são reconhecidas nacionalmente, em favor do enfrentamento da violência doméstica e do empoderamento das mulheres sertanejas. “É maravilhoso o trabalho feito por essas mulheres fortes, guerreiras. A gente sabe das dificuldades para elas se apropriarem de um cenário tradicionalmente masculino. Esse grupo se transformou num espaço de empoderamento das mulheres, porque elas discutem as dificuldades no dia a dia umas das outras e, juntas, trabalham assuntos como machismo, agressão, violência e vulnerabilidade. Elas vivem na prática o significado da sororidade. Isso é política de mulheres, para mulheres”, comenta.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.