Belo Jardim: Prefeitura doa terreno para o Estado realizar a construção de Parque Ambiental, fruto do projeto “Janelas para o Rio”

By 14/04/2021 - 12:40Agreste Central

Belo Jardim será uma das seis cidades da bacia hidrográfica do rio Ipojuca a ser contemplada com um moderno Parque Ambiental, que será construído onde atualmente funciona o Parque do Bambu. A iniciativa é fruto do programa “Janelas para o Rio”, da Compesa. Os outros municípios que serão ou que já foram contemplados são: Bezerros, Caruaru, Escada, Gravatá e São Caetano.

“O Parque Ambiental não é exclusividade de Belo Jardim, portanto, não tem como apenas uma pessoa, por exemplo, dizer que é o pai da obra, tendo em vista as várias cidades contempladas, pessoas e instituições envolvidas. No caso de Belo Jardim, o local escolhido foi o Parque do Bambu, em comum acordo entre o município e o Governo do Estado, ainda na gestão anterior e finalizado pela gestão Gilvandro Estrela. O acordo prevê que o município realize a doação do terreno para implantação do Parque Ambiental e, depois de pronto, voltará para o município que será o responsável por sua manutenção”, explicou o secretário executivo do meio ambiente em Belo Jardim, Bruno Galvão.

Já o prefeito comentou sobre o projeto informando que “recebeu a notícia de muito bom grado, tendo em vista que será uma grande melhoria para Belo Jardim, mas que, infelizmente, ainda há outras pessoas tentando se apropriar da obra, o que não tem procedência, pois estamos nos reunindo com equipe da APAC há algum tempo para alinharmos o projeto, onde ficou condicionada a execução do serviço, desde que doássemos o terreno”, disse o prefeito, garantindo ainda que abraçou o projeto e irá levar para votação na Câmara de Vereadores.

Nesses equipamentos terão dois setores: um de preservação e outro de lazer para uso da população. As áreas passaram por uma série de critérios antes da definição como, por exemplo, a cidade teria que ser cortada pelo rio, a área do Parque teria que ter no mínimo dois hectares, os parques deveriam ser implantados em cidades que tivessem mais de 20 mil habitantes e não poderiam estar mais de dois quilômetros distantes de um núcleo urbano.

Ainda segundo Bruno, o projeto em Belo Jardim tem várias etapas, como o saneamento básico de diversos bairros, totalizando mais de 20 mil pessoas beneficiadas e instalação de uma Estação de Tratamento de esgoto. “Todo o programa está orçado em mais de R$ 700 milhões de reais. Já o Parque Ambiental está orçado em aproximadamente R$ 4 milhões, porém, com o aumento dos custos, deverá ser reajustado”, detalhou.

O programa – O “Janelas para o Rio” faz parte de um conjunto de intervenções previstas no Plano Hidroambiental da bacia hidrográfica do rio Ipojuca, tendo sido elaborado no Projeto Proágua Nacional e aprovado pelo comitê de bacia hidrográfica em 2010. A ideia do programa é elaborar e implantar Parques Ambientais para recuperar as áreas ribeirinhas degradadas e para incentivar o lazer e a educação ambiental à população residente próxima do local.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.