Cais da Aurora passará por ampla requalificação urbanística


Prefeito João Campos vistoriou nesta segunda (17) as obras das varandas 3 e 4, que já estão sendo executadas e fazem parte da primeira etapa do projeto

Com o objetivo de valorizar ainda mais a paisagem cultural do Cais da Aurora/Cais Sinhá Menezes, destacando o patrimônio material e o patrimônio natural (rio e mangue) da área, o prefeito João Campos lançou, nesta segunda (17), o projeto urbanístico Cais da Aurora. A iniciativa vai repaginar um dos cartões postais mais bonitos e importantes do Recife, em Santo Amaro. Junto com outras intervenções de requalificação da Prefeitura do Recife, como o projeto Calçada Legal e a criação do Skate Park, esta iniciativa é o início do surgimento de uma nova Rua da Aurora, com aporte de investimentos da ordem de R$ 6 milhões e cujas obras serão executadas pela Autarquia de Urbanização do Recife (URB). A primeira etapa do projeto já está em andamento.

“Estamos aqui na Rua da Aurora, onde já estão sendo executadas as obras da varanda 3 e da varanda 4, onde serão construídos espaços de convivência dentro de um grande projeto de requalificação do Cais da Aurora. Esse projeto inteiro cria um parque urbano, linear, que a gente chama de Cais da Aurora. A requalificação das calçadas já começou e são mais de R$ 4 milhões em obras”, explicou João Campos. “Nessas varandas 3 e 4, tem R$ 1 milhão sendo investido através de uma emenda do deputado Tadeu Alencar. E nós já autorizamos o projeto executivo das demais varandas para garantir, que dentro do nosso mandato, possamos fazer a recuperação completa da Rua da Aurora, que é um importante patrimônio da cidade. Vamos garantir que o local seja transformado e entregue para a população como um espaço de convivência, de prática esportiva e de lazer para todos os recifenses”, acrescentou.

Segundo o deputado federal Tadeu Alencar, com este lançamento, o prefeito João Campos demonstra que cumpre bem o papel de promover a revitalização de espaços urbanos importantes. “O nosso mandato, sempre olhando para fortalecer as ações e as políticas públicas, destinou uma emenda de R$ 1 milhão, que vai ajudar aqui a Prefeitura a realizar essa revitalização de uma área tão nobre da nossa cidade, com diversos objetivos. Tem a questão ambiental, porque valoriza um elemento importante que é o rio, valoriza o esporte, do ponto de vista de competições profissionais e tem a questão da memória da cidade, do turismo, e da valorização também da inovação, já que estamos no quadrilátero do Porto Digital. Sob todos os aspectos, uma melhoria muito importante que viemos prestigiar e será uma forma de prestigiar o recifense”, comentou ele.

O projeto completo prevê a requalificação de sete varandas e será iniciado pelas varandas 3 e 4, que estão localizadas entre as ruas 02 de Julho e Capitão Lima e estão em andamento. A secretária de Infraestrutura do Recife, Marília Dantas, comentou sobre a importância do serviço no centro da cidade: “O projeto foi feito de acordo com o conceito de parar o crescimento da cidade de costas para o rio. Agora tudo será olhando para o rio. Todas as intervenções são para criar a integração do rio à cidade. A obra foi dividida em sete varandas, essas duas, inicialmente, que já estão sendo implantadas, terão alguns equipamentos como o Parcão e o Skatepark, entre outras requalificações, como o passeio que já está sendo melhorado tanto fora quanto dentro do trecho. A iluminação que vai ser estabelecida vai ser pensando tanto na segurança quanto no conforto de quem utilize esse espaço. O projeto inteiro é pensado com esse aspecto do pertencimento, fazendo com que as pessoas queiram utilizar os espaços públicos”, lembrou.

Dentro do projeto, as varandas 3 e 4 estão destinadas, respectivamente, à memória e ao esporte, e receberão um investimento de R$ 1,6 milhão. Destes, R$ 500 mil foram destinados à construção de um skatepark com capacidade para receber competições de porte nacional. O primeiro trecho – varanda 3 – contará ainda com ampliação de área verde e incremento na arborização, onde serão instalados equipamentos para lazer e contemplação, como área de recreação infantil e requalificação dos decks com mirante para o rio. Também está prevista a implementação de uma nova área comercial e área para piquenique, além da recuperação do revestimento do obelisco já existente no local.

O segundo trecho (varanda 4) também ganhará ampliação de área verde e incremento na arborização e parque infantil. Contará também com um espaço para comércio e quiosque da guarda municipal requalificado. Seguindo as diretrizes propostas no plano conceitual, este trecho terá o estacionamento redimensionado para ampliação da borda do cais e implantação de equipamentos esportivos. Além disso, as duas varandas serão beneficiadas com a instalação de novo mobiliário para favorecer a contemplação do rio e de novos postes com iluminação em LED. A intervenção prevê também a requalificação da ciclofaixa às margens do Rio.

Uma área de aproximadamente 2.000 m² foi reservada para a criação do Skate Park, além da implantação de um Parcão (área pet). O Skate Park é fruto de recurso financeiro de uma ação mitigadora e já está finalizado. Ele ocupa uma área de 700m² e foi elaborado para atender o formato Street, modalidade que estará presente nos Jogos Olímpicos. O equipamento busca simular elementos do mobiliário urbano na composição dos seus obstáculos, como bancos, corrimões e escadas, entre outros. O Skate Park será capaz de sediar competições amadoras e profissionais a nível nacional. Para garantir a preservação da área verde e um ambiente mais agradável para a prática de esportes, as árvores já existentes no local foram mantidas e integradas à pista.

Na ocasião, o prefeito João Campos aproveitou ainda para acompanhar as obras do projeto Calçada Legal, que estão sendo executadas pela Autarquia de Urbanização do Recife (URB), e garantindo a requalificação de todos os 3.500 metros de calçadas da Rua da Aurora, além 800 metros de canteiros centrais da via, com um aporte financeiro na ordem de R$ 4.4 milhões. Os serviços incluem a instalação de novos passeios em pedra mineira e tijolo intertravado, pisos táteis e rampas de acessibilidade no trecho entre as pontes do Limoeiro e Princesa Isabel. A intervenção também promove a troca da pedra portuguesa pela pedra mineira, realizada por questões de acessibilidade, uma vez que, ao contrário da pedra portuguesa, a pedra mineira tem uma face plana, facilitando a locomoção das pessoas com limitação de mobilidade. Os serviços têm previsão para serem concluídos até o final de dezembro de 2021.

PROJETO CAIS DA AURORA – O projeto urbanístico do Cais da Aurora abrange a área localizada às margens dos rios Capibaribe e Beberibe, ao longo do cais da Rua da Aurora, entre a Ponte Princesa Isabel e a Ponte do Limoeiro; e o Cais Sinhá de Menezes, na Avenida Artur Lima Cavalcanti, entre a Ponte do Limoeiro e a Vila Naval.

Os estudos para uma intervenção física mais estruturada no local foram iniciados em 2014, envolvendo a participação de diversas Secretarias e Autarquias do município, coordenados pela URB Recife. O projeto foi pensado de forma integrada e cada varanda assumiu um perfil diferente: Varanda 1 (turismo e meio ambiente), Varanda 2 (cultura), Varanda 3 (memória), Varanda 4 (esporte), Varanda 5 (lazer) e Varandas 6 e 7 (contemplação e lazer).
Em 2018, a então Secretaria de Turismo e Esportes viabilizou uma emenda parlamentar cujo valor, juntamente com a contrapartida do município (ambas totalizando R$ R$ 1.116.262,85) possibilitará executar as obras das Varandas 3 e 4. Soma-se a estes, uma mitigação urbana no valor de R$ 500 mil que permitiu a implantação da pista de skate prevista no projeto.

FOTOS: Marcos Pastich / PCR

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.