Camila Barros é a mais nova cidadã do Recife

A Câmara Municipal prestou reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela ex-secretária Executiva da Juventude do Estado de Pernambuco, Camila Cláudia Alves de Barros.
Nascida na cidade de São José de Mipibú, Rio Grande do Norte, ela recebeu o Título de Cidadã do Recife na última quarta-feira (30), numa iniciativa do vereador Rinaldo Junior (PSB).

A reunião solene, no plenário da Casa, foi presidida pelo vereador Zé Neto (PROS) e acompanhada por amigos, parentes, políticos e autoridades.

A mesa dos trabalhos da solenidade foi composta, ainda, pela secretária de Desenvolvimento Social do Recife, Ana Rita Suassuna; pelo gerente de Projetos Especiais do Governo de Pernambuco, Pedro Campos; pela secretária Nacional do Movimento Mulheres Socialistas, Dora Pires, e pela gestora de Políticas Públicas de Juventude, Mariana Lira.

O vereador Rinaldo Junior, autor do projeto de decreto legislativo número 941/2020 que concedeu a honraria a Camila Barros, afirmou-se emocionado e ressaltou a relevância que a homenageada tem para a cidade.

“Hoje é um dia muito importante e especial, eu vejo aqui o brilho de vocês. Tive o prazer de conversar e apertar a mão de cada um e vi também o quanto é importante para os amigos, para a família, mas mais importante ainda para a cidade do Recife ter, nas suas trincheiras, uma cidadã com esse quilate e com esse brilho”.

O parlamentar contou ter conhecido Camila Barros nas lutas em defesa do Recife. “Quis o destino que no último dia da Semana da Juventude, por coincidência ou não, eu sou autor da lei municipal que criou a Semana no Recife, quis o destino que eu estivesse aqui, entregando e mostrando para toda a cidade que ganhou uma mulher forte e aguerrida, nascida em São José de Mipibú”.

Ele também destacou o quanto gosta desta cidade do Rio Grande do Norte, mas que o Recife foi o local escolhido pela homenageada para viver.

“A partir de hoje, a cidade do Recife vai fazer mais parte da sua vida. As lágrimas que correm dos olhos da sua mãe, dona Cláudia, eu vou tomar cuidado para não correr dos meus”, disse o parlamentar.

Dirigindo-se mais vez para a mãe de Camila Barros acrescentou: “O que nos une, eu e a sua filha, é o sonho de um mundo melhor que talvez esteja marcado no destino. Temos uma vitória gigantesca que começa neste ano importante de eleição, e aqui é uma Casa política que repercute e discute a cidade do Recife. É uma caixa de ressonância que todo o Brasil vai escutar”, disse. Em seguida, Rinaldo Junior entregou a homenageada, o Titulo de Cidadã do Recife.

Camila Cláudia Alves de Barros tem 36 anos e iniciou a sua militância e trabalho em prol das causas ambientais ainda aos 16 anos, na ONG Sociedade Terra Viva.

Veio para o Recife em 2008 e trabalhou na Secretaria de Juventude e Trabalho de Pernambuco, local que pode contribuir com a institucionalização e o desenvolvimento de políticas públicas de juventude no Estado.

Já em 2010, integrou a equipe da Universidade da Juventude, no Recife, e em 2013 atuou na gestão pública de Pernambuco através da Secretaria da Criança e da Juventude.

Em 2015, passou a trabalhar na Prefeitura do Recife. Foi inicialmente nomeada como gestora, conseguindo reativar o Conselho Municipal de Políticas Públicas de Juventude do Recife (CMPPJ-Recife), promoveu o 1º Seminário de Formação para o Conselho Municipal de Políticas Públicas de Juventude, reativou o Comitê Intersetorial de Políticas Públicas de Juventude do Recife e contribuiu com a promoção de conferências que resultaram na realização do Primeiro Plano Municipal de Políticas Públicas da Juventude do Recife, Lei nº 18.279/2016.

A mais nova Cidadã do Recife, Camila Barros, comentou sobre o misto de sentimentos que estava sentindo com a homenagem e detalhou o sonho de vir para a capital pernambucana.

“Estou muito grata de conseguir misturar a minha fé, os meus amigos, a minha família, o meu companheiro, o amor, a vida e a luta. Foi um sonho muito grande vir para Pernambuco e trabalhar com um dos gestores públicos mais inovador, compromissado com a verdade e mudança na vida das pessoas que foi Eduardo Campos”.

Ela também fez menção à importância da família na construção da sua vida e formação. “A sabedoria da minha mãe, Cláudia, e a ousadia do meu pai”.

Ela disse que a mãe tinha medo do que poderia enfrentar numa cidade grande, já que viera de um município com 40 mil habitantes. “Eu cheguei aqui sozinha”, disse Camila Barros, afirmando que enfrentou dificuldades e decidiu resistir e “viver um dia de cada vez”.

O seu discurso foi pontuado de emoção, gratidão, reconhecimento ao papel que os muitos amigos desempenham em sua vida. “É com essa força que eu me torno cidadã recifense no dia de hoje”.

Ressaltou que sempre escuta que ela adotou o Recife, mas que foi o contrário, “na verdade vocês me adotaram com muita força e com muita energia. Meu compromisso sela”. E repetiu com um largo sorriso no rosto: “Muito, muito obrigada. O desafio é grande, mas a gente consegue”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.