Candidatos do Novo a vereador lideram vaquinhas em Pernambuco e no Nordeste

O primeiro do ranking local é Edmílson Coutinho, que já acumulou quase R$ 12 mil

Sem utilizar os recursos dos fundos partidário e eleitoral, os candidatos do Partido Novo passam a depender apenas dos recursos de doações para o financiamento de campanha. A prática, aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral, tem atraído o apoio dos adeptos dos conservadores, que têm colocado seus representantes nas lideranças dos rankings pernambucano e nordestino.

Candidato a vereador no Recife, Edmílson Coutinho já arrecadou R$ 11.900,00 e lidera no recorte estadual e ocupa a terceira posição no regional, que também é liderada por outro candidato do Novo, mas de Fortaleza – Rodrigo Saraiva Marinho, com R$ 16.195,97. A prática de vaquinhas também é utilizada na disputa majoritária, com a chapa composta pelos candidatos a prefeito e vice do Recife: Procurador Charbel e André Teixeira.

O levantamento foi divulgado pelos sites homologados para as vaquinhas eleitorais, como Quero Apoiar, Voto Legal, Apoia, Democratize e Doação Legal. Um dos principais nortes do Novo é a recusa dos fundos partidário e eleitoral, além de militar pela extinção desse modelo de financiamento.

Confira o top 5:

PERNAMBUCO

  1. Edmílson Coutinho (Novo) – arrecadou R$ 11.900,00
  2. Ivan Moraes (Psol) – R$ 11.560,00
  3. Tadeu Pimentel (Podemos) – R$ 9.878,00
  4. Liana Cirne (PT) – R$ 8.743,00
  5. Virgílio Rosa (Novo) – R$ 6.250,00

NORDESTE

  1. Rodrigo Saraiva Marinho (Novo Fortaleza) – R$ 16.195,97
  2. Delegado Augusto César (Cidadania Aracaju) – R$ 12.576,00
  3. Edmílson Coutinho (Novo Pernambuco) – R$ 11.900,00
  4. Ivan Moraes (Psol Pernambuco) – R$ 11.560,00
  5. Rodrigo Rara (Novo Salvador) – R$ 11.460,00

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.