Carlos Andrade Lima defende reformas no Congresso e parcerias com Sistema ‘S’ na FECOMÉRCIO

By 08/09/2022 - 17:25Pernambuco

Candidato ao senado tem discurso alinhado com o candidato ao governo Miguel Coelho

Candidato ao Senado pelo União Brasil, Carlos Andrade Lima, reitera seu apoio a pauta das reformas tributária, administrativa e da manutenção da reforma trabalhista. “O espírito da coisa é um só: facilitar, diminuir a quantidade de impostos e diminuir a carga tributária. Mas vai começar um novo governo e um recomeço sobre as discussões. A reforma tributária tem que ser cima para baixo: primeiro, a união; depois os estados; e depois os municípios. Temos o sistema tributário mais complicado e brutal do mundo e precisamos lutar por essa reforma para simplificar a relação tributária”, disse Carlos Andrade Lima, nesta quinta-feira (8/09), durante sabatina promovida pela FECOMÉRCIO-PE.

Carlos Andrade Lima lembra do plano de ação do governo Miguel Coelho que pretende não cobrar ICMS do micro ou pequeno empresário que arrecada até R$ 100 mil/ano. Sobre as parcerias junto ao Sistema ‘S’, Carlos Andrade Lima explicou como poderiam ser concretizadas.

“Com relação a geração de emprego, a primeira coisa que o plano de governo pensa é em viabilizar as parcerias para capacitação junto com o Sistema ‘S’ respeitando as vocações de cada região. Se o polo de confecções tiver um plano de capacitações bem-feitas com o Sistema ‘S’, com chegada de água e infraestrutura porque se calcula em quase 300 mil empregos a mais gerados”, exemplificou Carlos.

Segundo o candidato do União Brasil, a reforma trabalhista não retornou direitos dos empregados, desburocratizou a relação de emprego, retirou a obrigatoriedade do imposto sindical e criou vagas de emprego. Da mesma forma, Carlos Andrade Lima também é a favor da reforma administrativa na esfera estadual. “Esse estado gordo, pesado, ineficiente, muitas vezes corrupto não anda”, afirmou.

A falta de aproveitamento do potencial turístico de Pernambuco também foi assunto na sabatina. “Nosso estado hoje, infelizmente, vive numa situação de total abandono. Para se pensar em turismo, a gente precisa melhorar a estrutura das nossas estradas e dos acessos aos pontos de turismo. Além disso, não tem como atrair visitantes para cá, com a falta de segurança que existe”, comentou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.