Centro de Capacitação Profissional: Retomada da autonomia dos Jaboatonenses

A taxa oficial de desemprego no Brasil subiu para 13,3% no trimestre encerrado em Junho, atingindo 12.8 milhões de pessoas com um fechamento de 8,9 milhões de postos de trabalho em apenas 3 meses em meio aos impactos da pandemia da Covid-19. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios contínua Mensal(PNAD Contínua). O resultado representa uma alta de 1,1 ponto percentual na comparação com o trimestre encerrado em março (12,2%) e de 1,3 ponto percentual em relação ao mesmo trimestre de 2019(12%). Trata-se da maior taxa de desemprego desde o trimestre terminado em maio de 2017, quando também ficou em 13,3%. E o desemprego só não foi maior porque muita gente simplesmente deixou de procurar emprego ou não estava disponível para trabalhar em meio à pandemia do Coronavírus.

Propomos a criação de um projeto de lei sugerindo a implantação de um Centro de Capacitação Profissional, visando apoiar o executivo local dando suporte na capacitação e habilitação de jovens ao primeiro emprego e pessoas desempregadas para que possam ser inseridas no mercado de trabalho.

Acreditamos que existem vagas para mão-de-obra específica, em especial na indústria.

A capacitação irá habilitar também o jovem iniciante e o profissional que deseje se reciclar, requalificando-se para o mercado que se encontra muito mais competitivo, reduzindo assim o desemprego em nosso município.

O objetivo também é o atendimento da população Jaboatonense, em parceria com as entidades comunitárias, pois elas representam a comunidade e buscam oportunidades de levar os serviços que o poder público oferece. Essas parcerias apresentam resultados positivos em exemplos existentes. Após a conclusão dos cursos, os alunos terão realmente se inserido no mercado de trabalho, tanto no mercado formal como de forma autônoma e empreendedora.

São propostas como essas que a população espera de um legislador que atua de forma democrática em ação conjunta com o poder executivo, como também a partir de parcerias público-privadas, as PPPs.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.