Charbel pretende utilizar unidades do Compaz para contraturno de escolas municipais

Candidato do Novo afirmou também que não irá construir novas unidades por falta de recursos

O candidato a prefeito do Recife pelo Partido Novo, Procurador Charbel, apresentou suas propostas para a utilização das três unidades do Compaz. De acordo com o prefeiturável, é preciso ampliar o atendimento nos espaços, para que seja utilizado até como carga horária dos alunos da rede municipal de ensino no contraturno. Ele garantiu também, na noite desta quinta (5), que não irá construir novas unidades.

“Geraldo Júlio (PSB) prometeu entregar cinco, mas só concluiu três. No meu mandato, não vou fazer falsas promessas, pois o Município não tem dinheiro para isso. Vamos melhorar o atendimento das três unidades, trazer as escolas para estarem no Compaz, no contraturno das aulas. Queremos criar um regime de ensino integral, se possível em todas as escolas do município”, explicou Charbel, em live realizada com sócio da TGI Consultoria, Francisco Cunha; com cônsul da Eslovênia, Rainier Michael; e o coordenador da Rede Gestão, Ricardo de Almeida.

O procurador municipal explicou que – por conhecer bem a prefeitura, já que é funcionário da casa – já realizou levantamentos a respeito do investimento necessário para implantar o ensino integral e constatou que será o mesmo orçamento utilizado atualmente pelo município com o turno parcial.

“Tem escolas que não têm estrutura para o contraturno, aí que entra o Compaz e outros parceiros, que serão utilizados. A escola é a formação da vida do aluno, e não somente para ter aula o dia inteiro. Recife tem vocação para a área de tecnologia, por exemplo, com isso, vamos colocar cursos de programação para os alunos da rede pública no Compaz. Desde cedo a criança já terá seu projeto de vida. Vamos adotar esse formato com ajuda de empresários, para formarmos cada vez mais recifenses da melhor maneira”, acrescentou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.