Coluna FalaPE – Eleição para presidente da OAB-PE ganha ares de briga política

By 16/11/2021 - 00:00ColunaFalaPE

Não se fala em outra coisa que não a eleição para a Presidência da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Pernambuco, a OAB-PE. A eleição que ocorre hoje (16) encerra uma campanha fratricida, cheia de acusações e troca de farpas de ambas as partes; que ganhou ares de briga política por envolver eles mesmos, os políticos, que não se fizeram de rogados e tomarem lado na disputa.

Após anos de reinado inconteste do atual grupo que comanda a OAB, essa é a primeira eleição (desde Jaime Asfora versus Júlio Oliveira) que a oposição tem chances de vitória. De um lado, representando a continuidade, temos a chapa liderada por Fernando Ribeiro Lins, que, apesar da disputa acirrada, segundo as pesquisas, deve levar a melhor sobre Almir Reis Júnior, postulante da oposição, que conseguiu mobilizar muita gente na sua empreitada.

Mas, para além de quem vai vencer ou não – até porque não temos bola de cristal -, o que ficará para a história é o quão acirrada foi essa competição. E a atração que ela causou nos políticos não foi em vão. Com o tamanho que a OAB conquistou, seu presidente, seja quem for, passa a ocupar um papel de destaque no cenário pernambucano. Passa a ser uma voz ouvida, capaz de influenciar opiniões. E qual político não quer tirar uma casquinha dessas benesses?

Fora a questão do poder e influência, há pontos – digamos – mais administrativos… O próximo presidente da ordem vai ter para gastar nada menos que um pomposo orçamento de R$ 60 milhões anuais. Isso é muito mais dinheiro que têm para investir a maioria dos prefeitos de interior no ano inteiro:

E um detalhe no mínimo atrativo: ao contrário dos políticos do Executivo, o presidente da OAB não precisa prestar conta a nenhum tribunal de contas ou câmara de vereadores da vida. Resumindo, o vencedor do pleito de hoje vai ter um cheque em branco de R$ 60 milhões para gastar com a classe. Se souber fazer, esse escolhido tem tudo para sair do cargo daqui a dois anos extremamente aclamado pelos seus pares; lançado, quem sabe, em uma carreira política.

O Fala PE vai passar o dia de hoje todo acompanhando a guerra que vai ser a eleição da OAB-PE. Você, advogado leitor da coluna, não deixe de exercer o seu direito. Faça uso da democracia enquanto ela permitida. Aos dois candidatos, desejamos uma boa eleição. E que vença o melhor!

O povo quer saber: quem será o novo presidente da OAB-PE?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.