Comerciantes do Mercado de São José ficam isentos da taxa de permissão

By 31/07/2023 - 14:42Pernambuco

Medida passa a valer a partir de agosto e deve valer até o final das obras de requalificação do equipamento

A Prefeitura do Recife anunciou, por meio da CONVIVA – Mercados e Feiras Autarquia Municipal, que os comerciantes do Mercado de São José ficarão isentos do pagamento da taxa de permissão a partir de agosto, com previsão de prorrogação enquanto durarem as obras de requalificação do equipamento. A medida faz parte da Lei Municipal N° 19.068, sancionada pelo prefeito João Campos, e se soma às ações voltadas para os permissionários do mercado, que passa por um conjunto de intervenções.

Por meio da execução da Autarquia de Urbanização do Recife (URB), o Mercado de São José está recebendo a reorganização dos 403 boxes existentes. Além disso, as obras incluem a reforma dos banheiros, construção de um mezanino, restauração dos elementos de ferro, vidro e madeira, a conservação de pisos e da alvenaria que contornam o mercado e ainda a reforma dos anexos. O investimento é na ordem de R$21,4 milhões e irá beneficiar cerca de 1000 permissionários.

“As obras no Mercado de São José – que estão sendo tocadas pela URB e estão avançando – já geram um impacto importante para os permissionários, então esse é mais um compromisso assumido pela gestão para dar total apoio aos comerciantes”, explica o diretor-presidente da Conviva, Gabriel Leitão

A Prefeitura do Recife está investindo na requalificação do Mercado de São José para garantir o restauro e a preservação desse equipamento que é Patrimônio Histórico Nacional. Além da melhoria de suas instalações, o projeto tem como objetivo resguardar a memória e a história do Recife; reforçar a importância como parte integrante do dia a dia dos recifenses; trazer mais investimentos e visibilidade como ponto turístico da cidade.
A execução do projeto está sendo dividida em etapas para não interromper o comércio local.

O equipamento ocupa uma área de 4.612 m² (dos quais 3.541 m² são cobertos), dividida em dois pavilhões, além de um pátio externo. O projeto irá preservar a estrutura dos elementos do Mercado. Haverá a reorganização dos 403 boxes existentes, sendo 44 localizados na rua central, 178 localizados no pavilhão norte, 156 localizados no pavilhão sul e 25 localizados no espaço destinado às lanchonetes.

Inaugurado em setembro de 1875, o Mercado de São José é o mais antigo do Brasil e tem arquitetura em ferro típica do século XIX. O espaço é um dos monumentos pernambucanos, reconhecido e tombado pelo Patrimônio Histórico. Sua estrutura metálica secular imponente é um marco na arquitetura local e faz parte do dia a dia de recifenses e turistas. O mercado destaca-se pela sua forte área de comércio dispondo de comercialização de produtos de artesanato, alimentos, produtos religiosos, mercearias e depósitos.

Foto: Helia Scheppa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.