Completando 93 anos de Emancipação Política, Agrestina celebra data com programação religiosa e cultural

By 09/09/2021 - 12:44ColunaFalaPE

O município de Agrestina comemora 93 anos de Emancipação Política no próximo sábado (11). O pequeno vilarejo chamado Bebedouro, que surgiu às margens de um rio e se tornou ponto de parada de sertanejos foragidos da seca em direção à zona suleira, foi emancipado no dia 11 de setembro de 1928, e recebeu o nome de Agrestina por localizar-se no coração do Agreste pernambucano. Para celebrar essa história, o Governo Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo, preparou uma programação especial.

A programação teve início na noite de ontem (8), com uma missa em Ação de Graças, na Igreja Matriz de Santo Antônio, corte de bolo e apresentações da Banda de Música Municipal e do Movimento de Dança Wanderson José.

No dia 11 de setembro a população da cidade será despertada, às 6h, com uma alvorada pelas ruas da cidade. Às 8h será realizado o hasteamento dos pavilhões na sede do Poder Executivo (prefeitura) e às 8h30 será realizada uma homenagem à mestra doceira e Patrimônio Vivo de Pernambuco, Dona Menininha do Alfenim. Às 9h30 a população poderá participar de um momento simbólico, com o descerramento da placa da primeira sede do Poder Executivo de Agrestina, localizada num prédio histórico no centro da cidade (atual Loja Encantos Móveis). A programação também contará com entrega de patrimônios públicos à população. Às 10h serão inauguradas a base do SAMU e a sede da Guarda Civil Municipal de Agrestina, localizadas no prédio da popular antiga Cadeia Pública.

No dia 22 de setembro será realizada a abertura da Exposição “Minha Cidade tem História e Memórias”, promovida pela Secretaria de Educação e Esportes. A exposição ficará localizada na Quadra Poliesportiva Joelson de Souza Mendes, às margens da Br 104.

Este ano, diferente dos outros, em que a cidade se preparava para realizar uma das maiores festas do Calendário Festivo Municipal e receber turistas de toda região, a programação foi pensada priorizando todos os cuidados necessários. “Estamos vivendo um momento delicado, por isso pensamos nesta programação mais saudosista. Mas, a alegria e a vontade de celebrar a nossa história não é afetada pela crise, pois isso é um sentimento que possuímos por nossa terra querida”, disse o secretário de Cultura e Turismo, Josenildo Santos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.