Crédito Popular atinge a meta de 40 mil operações de crédito para empreendedores pernambucanos

By 28/12/2022 - 14:14Pernambuco

Em quatro anos, a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco chegou a marca de R$ 115 milhões repassados para micro e pequenos empresários no Estado

Nos últimos quatro anos, o Governo de Pernambuco, por meio da Agência de Empreendedorismo (AGE), liberou um montante superior a R$ 115 milhões em financiamentos para mais de 40 mil investimentos produtivos em todas as regiões do Estado. O crescimento em relação ao período anterior (2015-2018) é de 23% nos valores liberados e de mais de 1.000% na quantidade de benefícios concedidos. 

“Estamos felizes com os resultados, principalmente, porque sabemos que os recursos têm ajudado na recuperação de cidades da Região Metropolitana, da Zona da Mata, do Agreste e do Sertão. É um investimento que promove inclusão socioprodutiva e impulsiona os pequenos negócios, gerando ocupação, renda e fazendo girar a roda da economia”, assegurou o governador Paulo Câmara.

O grande destaque da atuação da AGE tem sido as operações de microcrédito, principalmente com o Crédito Popular, lançado em 2019. Essa área já soma desembolsos totais de R$ 80 milhões para mais de 40 mil beneficiários e beneficiárias. Somente em 2022, foram liberados mais de R$ 27 milhões em mais de 13 mil contratos de microcrédito com micro e pequenos empreendedores e empreendedoras, tanto formais quanto informais. Como Lucicleide Nunes, artesã que faz trabalhos manuais com emborrachados no município de Gravatá, no Agreste. A microempreendedora optou pelo financiamento em grupo solidário, juntamente com o pai, que cria galinhas em um sítio no distrito de Mandacaru, e um irmão que é dono de uma pizzaria. Nos grupos solidários, os membros são simultaneamente tomadores e avalistas da operação.

“Comecei fazendo bordados e hoje meu carro-chefe são os trabalhos manuais com emborrachados, transformando o EVA em flores, cactos, bonecas e outros itens para decoração e ornamentação”, conta Cleidinha, como é mais conhecida pela clientela. Ela vende os produtos pela internet e, após o período mais crítico da pandemia, passou a atuar também com uma loja na Praça Dez, no centro de Gravatá, por meio de uma associação com outras mulheres artesãs. “A linha de crédito da AGE traz benefícios, como a taxa de juros menor. O recurso venho utilizando para comprar material, variar nas cores do EVA, comprar vasos para colocar os cactos, arames, fita floral”, enumera a artesã. 

O Agreste, região de Lucicleide, é a que acumula o maior número de operações do Crédito Popular, com 14,5 mil operações e R$ 31 milhões liberados desde 2019. Mas o programa hoje vai muito mais além, chegando a todos os municípios do Estado. Jucati, no Agreste; Manari, no Sertão; e São Benedito do Sul, na Mata Sul, eram as últimas cidades que faltavam e passaram a ser atendidas a partir de dezembro pela equipe de agentes e promotores de crédito. Além de visitarem os negócios in loco, esses profissionais também atendem em espaços como as Centrais de Oportunidades de Pernambuco (Copes) e Salas do Empreendedor, em parceria com o Sebrae e com as prefeituras.

O Crédito Popular é uma linha de crédito fácil e rápida que oferece financiamento de até R$ 5 mil, em contratos individuais ou em grupos solidários de três a cinco pessoas. A taxa de juros é bastante competitiva em relação ao que o mercado tradicional oferece: apenas 0,50% ao mês para quem paga as parcelas em dia. O prazo é de até 14 meses, com dois meses de carência. Considerando, por exemplo, uma solicitação de crédito no valor de R$ 3 mil, serão 14 parcelas de R$ 223,68 para pagamentos feitos dentro do prazo e com bônus de adimplência.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.