Danilo quer governo com foco no equilíbrio entre regiões do estado

By 06/09/2022 - 10:58Pernambuco

Atuar para promover o equilíbrio territorial entre as regiões de Pernambuco é uma das prioridades do candidato a governador pela Frente Popular, Danilo Cabral. Ele pretende distribuir as oportunidades por todas as regiões e entre os núcleos urbanos e rural, por meio de uma política prioritária e permanente. Este é um compromisso que faz parte do eixo “Pernambuco das oportunidades, do empreendedorismo, emprego e renda”. Danilo se compromete em realizar no seu governo um pacote de ações e investimentos para alavancar a interiorização, distribuindo espacialmente a estrutura econômica do estado. A diretriz visa, entre outros resultados, o combate à desigualdade social e econômica.

Para conseguir o desejado equilíbrio, o candidato socialista promete investir em infraestrutura, equipamentos, incentivos fiscais e financeiros. Ele afirma que o governo do estado terá R$ 15 bilhões para a realização de investimentos em quatro anos. Também haverá incentivos, conforme é dito no documento de diretrizes do programa de Governo da Frente, serão “continuamente atualizados e calibrados para as novas necessidades”. Dessa forma, Danilo fará um incremento para a consolidação de cadeias produtivas, tanto as mais tradicionais e já enraizadas, quanto às novas.

“Nenhum estado do Nordeste cobrará menos impostos do que Pernambuco”, tem dito Danilo. O único candidato do time de Lula no estado garante que praticará uma política agressiva para atrair novos negócios para promover a geração de emprego e renda.

Dentro dessa lógica de desenvolvimento, a equipe de Danilo prevê profundos reflexos regionais. Um deles é a ampliação de eixos da BR-232 e outras rodovias estruturadoras. Da mesma forma, projeta-se a ampliação do abastecimento de gás natural e da estrutura aeroportuária regional. A melhoria da infraestrutura visa ainda a viabilização do acesso à água, conforme tem sido anunciado por Danilo em entrevistas e sabatinas setoriais, com a criação do Pacto pela Água.

A ampliação do acesso à água nos seus usos diversos é outra proposta a ser intensificada e que se integra à política de equilíbrio territorial. A água tende a fortalecer a ideia do governo socialista para o desenvolvimento de um programa de política agrícola que visa qualificar as condições de viabilidade e a competitividade da produção rural. Planeja-se integrar ações de pesquisas, desenvolvimento e inovação, assistência e formação com fomento de crédito, equipamentos e suporte de gestão.

Danilo tem anunciado separadamente suas ações, conforme o avanço da campanha. Todas elas juntas dão musculatura à diretriz do programa do governo, que é clara quando trata do equilíbrio entre regiões do estado.

Foto: Marcus Mendes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.