Desmonte no INSS na mira da Comissão de Agricultura da Alepe

By 26/04/2022 - 15:42Pernambuco

A Comissão de Agricultura, Pecuária e Política Rural da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), presidida pelo deputado Doriel Barros, encaminhou, na manhã de hoje, um documento aos deputados federais de Pernambuco para solicitar que votem contra cortes de recursos da Previdência Social. Um ofício também foi enviado às câmaras municipais, sugerindo que sejam feitos debates nas cidades sobre os desmontes promovidos no INSS. Essas iniciativas integram o conjunto de encaminhamentos da Audiência Pública sobre o tema, que ocorreu na primeira semana de abril na Alepe, com a presença de cerca de 250 trabalhadores rurais, numa parceria entre o Colegiado e a Fetape.

Entre as pautas abordadas na audiência, estavam a garantia do orçamento adequado para o funcionamento do órgão, agilização do atendimento dos segurados, melhoria das plataformas do INSS e do Meu INSS, revisão dos processos indeferidos indevidamente, concurso público para contratação de mais servidores e servidoras e de mais peritos médicos para agilizar a análise dos processos e atendimento à população.

Atualmente, são pagos pelo INSS à população brasileira R$ 31,5 milhões de benefícios previdenciários e R$ 4,9 milhões de benefícios assistenciais. Desse total, são R$ 26,74 milhões para urbano e R$ 9,6 milhões para os rurais. Esses números representam a importância socioeconômica da Previdência para as famílias e para a economia dos municípios.

Porém, a fila de pedidos de benefícios aguardando decisão do órgão chegou, em janeiro de 2022, a mais de 1,7 milhões de segurados. Em Pernambuco, a espera pode chegar a 113 dias.

“Agora estamos tentando marcar uma audiência com a superintendência do INSS Nordeste e com o Ministério Público de Pernambuco, enquanto a Fetape dialoga com a Contag a possibilidade de uma ação civil pública, denunciando o descaso do Governo Federal com o INSS”, informa Doriel Barros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.