Em áudio vazado, diretora de Educação cobra de comissionados e contratados participação nos atos políticos do prefeito Nino, em Nazaré da Mata

Uma diretora de educação do município de Nazaré da Mata chamada Prazeres virou notícia na cidade, após diversos áudios vazarem no WhatsApp nos quais ela supostamente pede a presença dos cargos comissionados e contratados em atos políticos do prefeito Nino. Lembrando que essa é uma prática ilegal que demonstra o uso da máquina público para favorecer campanha política.

Em um dos áudios, a própria diz que alguns que integram o grupo político se queixaram aos vereadores que são ligados porque ela estaria os colocando para “trabalhar”. “Eu já disse a vocês: cada um aqui tem o seu vereador, ninguém é obrigado a nada. Eu tenho o meu, vocês têm o seus, agora prioridade é o prefeito Nino também”.

No áudio, a diretora ainda enfatiza que terá que ser pedido voto para o prefeito sim. “Porque o vereador indica, o vereador dá forças, mas quem assina o contrato e quem paga é o prefeito, gente. Pelo amor de Deus, vamos ajudar. Vamos ajudar. Pode ficar com raiva de mim, mas enquanto eu existir eu vou ser sempre grata e defender a bandeira do prefeito Nino e do vice-prefeito Pereira independente de quem quer que seja”, disse.

Prazeres ainda argumenta afirmando que há tempo para tudo. “Tem tempo para fazer para vereador, tem tempo para fazer para o prefeito. Tem tempo para cuidar da casa. Eu mesma desde sexta-feira estou no ar. Desde sexta não, de quinta”, expôs.

Não se contentando, a diretora ainda diz que o grupo é descansado. “Arruma desculpa para tudo para não participar porque sábado de oito horas eu coloquei o aviso no grupo: desçam porque eu estou indo pra casa de Nino. Até a foto eu coloquei. Eu sei que tem gente que inventa aula de faculdade, inventa de tudo. Quando eu comecei a trabalhar para Nino eu tinha 16 anos, estudava na UEPA. Mesmo estudando, eu dizia professora hoje não tem estágio não”.

Nos áudios, ela ainda falou que o ano de 2021 será um ano de crise devido à pandemia. “E vocês não querem participar de nada. Não estão querendo. Na de deputado, vocês participavam, agora não sei o que está acontecendo que vocês, me desculpem, não estão participando”, desabafou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.