Em Recife, Projeto de lei prioriza profissionais da saúde e da educação em situações de calamidade pública

Tramita na Câmara Municipal do Recife um projeto de  lei, apresentado pela vereadora Ana Lúcia (Republicanos), que  estabelece a prioridade dos profissionais de saúde e educação nas ações preventivas disponibilizadas pelo Poder Público nos casos de reconhecimento de situação de emergência ou decretação de estado de calamidade pública em Saúde. Entre essas ações, estão a aplicação de vacinas, realização de exames, distribuição de equipamentos de segurança individual, e testes diagnósticos.

“Ouvi alguns depoimentos desesperados de profissionais da Educação que ficaram encarregados de distribuir insumos alimentares e de limpeza, além de material pedagógico, para os alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino, em razão da suspensão das aulas motivada pela Pandemia do Novo Coronavírus, muitos desses profissionais foram infectados.” Pontuou a vereadora.
   
Ana Lúcia destacou ainda que durante o período mais crítico da pandemia em Pernambuco,  algumas escolas do município, próximas às unidades de saúde, serviram de extensão e ponto de apoio para essas unidades, e que priorizar os profissionais da educação é uma contribuição para a preservação da vida e a continuidade da prestação de serviços essenciais.

De acordo com a proposta do projeto, a prioridade nas ações preventivas será estendida aos profissionais das demais áreas que trabalhem em unidades de saúde e educacionais, destinadas ao atendimento da situação de emergência ou de calamidade pública em Saúde.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.