“Faltou ao PSB colocar Pernambuco à frente das prioridades”, diz Anderson Ferreira em crítica a Paulo Câmara

By 06/05/2022 - 16:24Pernambuco

Ex-prefeito do Jaboatão dos Guararapes e pré-candidato ao Governo do Estado pelo Partido Liberal (PL), Anderson Ferreira criticou o governador Paulo Câmara (PSB) pela inércia e incapacidade de articulação política. As críticas foram feitas diante das recentes movimentações da gestão estadual na busca pela autonomia do Porto de Suape e a estadualização do sistema metroviário. Anderson lembrou que Paulo Câmara ocupa o cargo de governador há quase oito anos e que “a falta de liderança poderia ter causado danos maiores à população se não fosse a ajuda do Governo Federal”.

Anderson ressaltou que Pernambuco foi levado pelo PSB a figurar como líder no ranking nacional em índices negativos nas áreas de segurança pública, saúde e geração de emprego e renda, e lamentou que, só agora, após oito anos, o governo estadual decidiu pedir ajuda. “Estamos diante de um governo que perdeu a liderança para outros portos regionais, como o de Pecém, no Ceará. Não fosse a atuação do Governo Federal, os investimentos da Petrobras, que anunciou a conclusão da Refinaria Abreu e Lima, com um aporte de mais de R$ 5 bilhões, o desastre seria bem maior”, disse Anderson. Segundo ele, o fracasso se alastra pelas mais diversas áreas do governo estadual e pode ser igualmente observado “na bagunça que é a gestão sobre o transporte coletivo urbano de passageiros”.

Anderson criticou o sucateamento da frota de ônibus e dos terminais integrados, as condições insalubres às quais são submetidos os funcionários do sistema e o sistemático aumento de tarifas sem que haja qualquer tipo de retorno em termos de qualidade do serviço que é prestado ao usuário. “O consórcio metropolitano manda no sistema público e ninguém do Governo do Estado se levanta da cadeira para agir em favor do usuário” observou Anderson, ao reforçar que faltou ao Governo do Estado capacidade para dialogar e colocar os interesses de Pernambuco à frente.

“A pergunta que faço é: quem atenderia, neste momento, a uma solicitação como essa, tendo no comando um governador visivelmente incapaz? Essa questão precisa ser resolvida da forma correta, com planejamento e em conjunto com a bancada, independentemente de bandeiras partidárias. Precisamos voltar a mostrar a nossa força. E quero lembrar que nos últimos oito anos Paulo Câmara pegou três presidentes, inclusive Dilma Rousseff, a quem o PSB ajudou a derrubar. No governo Temer, Pernambuco tinha cinco importantes ministros e ele não soube se articular para trazer investimentos. Está há oito criticando a todos para tentar arrumar responsáveis para encobrir sua total incompetência”, pontuou Anderson Ferreira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.