Fernando Monteiro pede liberação de recursos para produtores de leite

Fernando Monteiro

Em contato com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE) pediu a liberação imediata de recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos – Leite (PAA Leite). O parlamentar lembrou da redução gradativa do programa, que ocorre desde 2014, e reforçou que, de 2019 até o momento, o valor destinado para todo o PAA, que inclui o PAA-Leite, foi reduzido em 32%.

“A situação já era preocupante, mas, diante deste cenário da pandemia do Covid-19 e de seus diversos desdobramentos, entre eles, a estagnação que se segue, precisamos nos preocupar com o pequeno produtor”, atestou o parlamentar, que sugeriu a liberação de imediato para o PAA de mais de R$ 88 milhões, mesmo valor de 2019. Outro pleito foi o aumento dos atuais 20 litros para 100 litros do limite de compra por produtor. Fernando Monteiro também destacou a necessidade da alteração do cálculo do benefício para o ano de 2020, com a duplicação do orçamento previsto para todo o programa, e a redução da contrapartida dos estados de 20% para 10%.

A bacia leiteira de Pernambuco, formada em sua maioria por cidades do Agreste, tem sofrido perdas de matéria-prima por conta da estagnação da demanda do mercado. Parte desta produção é absorvida pelo PAA Leite, onde o Governo Federal adquire o produto e o repassa para entidades beneficentes. Com isso, se promove a agricultura familiar, a agropecuária e políticas de assistência social.

CHUVAS NO PAJEÚ
Fernando Monteiro conversou também com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e com o governador Paulo Câmara, mobilizando esforços para o repasse de recursos para o Sertão do Pajeú, especialmente para as cidades de Serra Talhada e Calumbi. As cidades foram atingidas pelas chuvas torrenciais que causaram o transbordamento do rio Pajeú nesta semana.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.