Governador volta ao Palácio com cronograma de retomada a tiracolo

Após testar positivo para Covid-19 no último dia 18, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, conclui o período de isolamento ao qual se submeteu em função da doença neste domingo. No mesmo dia, chega ao fim a chamada quarentena rígida que ele decretara para cinco municípios e não haverá prorrogação. Nesse caso, Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata voltam a se submeter às regras de isolamento das demais cidades. O detalhe é que o fechamento desse ciclo já vem acompanhado de um plano de retomada das atividades econômicas e sociais. Em vídeo gravado ainda ontem para ser exibido em suas redes, o governador já começou a introduzir o assunto. Na segunda-feira, fará o anúncio de um cronograma. De antemão, na mensagem para internet, crava que o decreto de quarentena não será prorrogado, alerta que “a guerra contra a doença não foi vencida”, pede manutenção do “esforço coletivo” e diz que houve um “passo importante na desaceleração da epidemia”. Mas adverte: “Não é hora de um retorno em massa às ruas”.

Paulo Câmara defende a manutenção do “isolamento” como forma de “não colocar a perder todo o sacrifício feito até agora”. Na esteira, já fala em “programação de liberação das atividades econômicas e sociais, de acordo com as orientações dos especialistas”. E isso vai se dar, segundo ele, “num processo gradual e com monitoramento permanente”. Nos bastidores do governo, secretários alertam que não haverá medidas imediatas de retorno já na segunda-feira, a não ser o anúncio do plano que lança perspectivas de flexibilização. Pelo roteiro previsto, Paulo Câmara retorna ao Palácio das Princesas na segunda, carregando a tiracolo o cronograma da retomada da economia no Estado, que deve marcar o início de um novo ciclo em meio à pandemia.

Da Folha Política