Governo de Pernambuco inicia planejamento das ações para a triplicação da BR-232

Foto: Flávio Japa

Nesta quarta-feira (13), foi realizada a primeira reunião do grupo de trabalho que ficará a cargo da execução das obras

O Governo de Pernambuco deu início ao planejamento das ações integradas necessárias para a execução das obras de triplicação da BR-232, no trecho de 6,8 quilômetros que dá acesso ao Recife. Nesta quarta-feira (13), foi realizada a primeira reunião do grupo de trabalho criado na semana passada pelo governador Paulo Câmara, sob a coordenação da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, que reúne membros desta secretaria estadual e de Meio Ambiente e Sustentabilidade, além das pastas municipais de Infraestrutura e de Política Urbana e Licenciamento. Inicialmente, o investimento previsto é de aproximadamente R$145 milhões.

Na semana passada, a administração estadual publicou o Decreto n° 50.048, que trata da desapropriação de áreas nas imediações do trecho que será triplicado. O foco do grupo é, além de acompanhar os processos de desapropriação e regularização fundiária; licenciamento urbanístico e ambiental; dedicar tempo especial ao planejamento executivo e das soluções das interferências que causam impacto na área de influência da obra.

Durante o encontro realizado hoje, foram discutidas a revisão e atualização do projeto, que deve ser finalizada neste primeiro semestre, e definidas as atribuições e cronogramas necessários para viabilizar a solução das interferências de forma otimizada. Neste sentido, foi debatida a questão da interferência de redes de prestadores de serviços, a exemplo das redes de água dos sistemas Pirapama e Tapacurá, rede de gás, e de distribuição de energia, além das interfaces ambientais da região.

A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, que lidera o grupo de trabalho, explica os desafios da obra, tendo em vista que a rodovia é uma das mais importantes do Estado. “É uma ação que precisa ser muito bem planejada. Existem várias interferências e cada tempo dedicado ao planejamento da obra trará benefícios quando da sua execução. A obra tem uma certa complexidade, e requer uma coordenação que busque soluções para iniciá-las e concluí-las com a brevidade possível”, destaca.

“Diariamente, cerca de 50 mil veículos passam pelo local. Dessa maneira, a triplicação vai garantir uma melhor qualidade na viagem, com mais velocidade, devido ao incremento de 50% na sessão viária, gerando mais integração e desenvolvimento para Pernambuco”, conclui a gestora.

Participaram da reunião o presidente do DER, Maurício Canuto; a presidente da Compesa, Manuela Marinho; o superintende estadual do DNIT, Cacildo Medeiros; o presidente da Copergás, André Campos; o secretário de Política Urbana e Licenciamento do Recife, Leonardo Bacelar; a Secretaria de Meio Ambiente, com o executivo Mauricio Guerra e a CELPE, com o gestor Eduardo Barbalho.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.