Hospital Alfa: Romero Sales Filho sugere que unidade se torne referência em cirurgias eletivas e no tratamento da Covid-19

By 10/11/2021 - 18:49Pernambuco

Apontando uma série de problemas enfrentados por quem depende da saúde pública, o deputado estadual Romero Sales Filho (PTB), apresentou um diagnóstico da situação dos principais hospitais do Estado. Durante o pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, nesta quarta-feira (10), o parlamentar elencou as dificuldades encontradas durante várias visitas e fiscalizações que realizou. Entre elas estão a má condição estrutural, que ocasionou o desabamento de teto, rachaduras, infiltração nas paredes e mofo. Além disso, é possível evidenciar a negligência da gestão com macas espalhadas pelos corredores, superlotação, falta de insumos básicos e demora na realização de cirurgias.

Com base nas informações constatadas, o parlamentar sugeriu ao Governo do Estado a continuidade das atividades do Hospital Alfa, que estava desativado desde 2018 e foi reaberto durante a pandemia. “Precisamos que esse hospital se torne referência não só para pacientes vítimas da covid-19, mas também para realização de cirurgias neurológicas, urológicas, vasculares, entre outros, desafogando os hospitais” afirmou o deputado. Para Sales Filho, tornar o atendimento permanente é dever do Governo do Estado com a população, que contará com um equipamento que efetivamente funciona e que tem capacidade instalada para prestar um serviço de qualidade, acabando com a peregrinação e humilhação dos pacientes que passam muito tempo esperando por uma transferência.

Um outro problema destacado pelo parlamentar foi a falta de gestão da central de leitos, que não consegue dialogar em tempo real com os hospitais, o que acaba causando superlotação. “Você chega às unidades e tem pacientes do interior do Estado ocupando um leito, quando o atendimento poderia ser realizado em uma unidade básica de saúde no município de origem. É hora de acabar com o sofrimento, o constrangimento e com o atendimento de péssima qualidade. Isso só será resolvido com a implantação de uma central de regulação nos principais hospitais, para dar mais eficiência ao sistema de saúde, com a atualização de leitos em tempo real, estoque, entre outras informações. Infelizmente, hoje temos uma gestão ineficiente. Faço um apelo para que o governo do Estado atenda ao nosso pedido”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.