Hospital Veterinário do Recife deve realizar atendimento de animais silvestres, sugere Andreza Romero

Os animais domésticos mais frequentes nas casas dos brasileiros são os cães e gatos, mas há tutores que fogem do comum e escolhem ter em casa animais bem “diferentes”. Eles optam por cuidar dos animais silvestres que podem ser domesticados.

Mas, o que fazer quando essas espécies precisam de atendimento veterinário? A protetora de animais Andreza Romero sugere que o Hospital Veterinário do Recife seja o local procurado. Ela fez a solicitação à Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais (SEDA) para que o HVR acolha e trate animais silvestres.

A proposta de Andreza, que é candidata a vereadora do Recife, é transformar o hospital veterinário em um local adequado para realizar o atendimento a espécies além dos cães e gatos. Entre suas propostas, a protetora também solicita a implantação do atendimento 24 horas na unidade e a destinação de recursos para ampliar a estrutura e investir em equipamentos.

“Na causa animal, costumamos dizer que toda vida importa. Esta não pode ser apenas uma frase de efeito, precisamos criar políticas públicas e investir nas já existentes para que o atendimento aos animais seja ampliado e alcance outras espécies. O tutor de um animal silvestre precisa ser contemplado pelo sistema de assistência veterinária gratuita do Recife.”, Andreza justifica. “Nem toda clínica ou hospital veterinário é especializado em atender animais silvestres. O nosso hospital veterinário já é uma referência no atendimento a caninos e felinos, tenho certeza que também será no cuidado dessas outras espécies”, completa.

Segundo o secretário da SEDA, Carlos Steinen, a proposta de Andreza é coerente com a preocupação da secretaria em ampliar a rede de atendimento veterinário gratuito, e será avaliada. Ele prometeu avaliar a sugestão. Também neste sentido, a protetora lançou mais recentemente a proposta da criação do Cartão Saúde Animal, um convênio entre prefeitura e clínicas particulares para atender animais abandonados e cujos tutores não tenham condições de arcar com os custos dos procedimentos.

No Brasil, a criação de alguns animais silvestres é permitida pelo IBAMA. É o caso das araras, do furão, de algumas tartarugas e dos saguis.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.