IBGE confirma Pernambuco como destaque na retomada das atividades turísticas no País

By 12/11/2021 - 17:56Pernambuco

Em setembro, o Estado registrou índice de 114,2, enquanto a média nacional foi de 77,8, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada nesta sexta-feira

Recife, 16 de agosto de 2021 – Pernambuco segue se destacando na retomada do turismo no Brasil, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira. O Estado aparece em segundo lugar no ranking entre os que mais cresceram no índice de volume atividades turísticas no mês de setembro, com índice absoluto de 114,2, enquanto a média nacional foi de 77,8. À frente de Pernambuco, apenas Goiás, com 116,2.

No apurado de janeiro a setembro deste ano, entre os estados do Nordeste, Pernambuco lidera, com índice de 94,3%. Já a Bahia aparece na vice-liderança, com 83%, e o Ceará, com 68,4%, fechando os rankings dos três maiores Estados no volume total dos nove meses de 2021.

“Nos últimos meses, Pernambuco tem aparecido como um dos Estados com maior volume de atividades turísticas do País. Com os números de casos da Covid-19 em queda e o aumento da vacinação, a expectativa é de que estejamos sempre nas primeiras colocações nas pesquisas. Temos aproveitado a boa fase para divulgar os nossos destinos em feiras de negócios e marcar presença junto ao trade com roadshow e capacitações.

Seguimos com bons projetos para fortalecer cada vez mais o nosso turismo, sempre atentos aos protocolos sanitários para garantir a saúde e o cuidado com a população e os turistas que aqui chegam”, comenta o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

RECEITA NOMINAL
No Índice de Receita Nominal com ajuste sazonal, Pernambuco obteve crescimento de 6,5%, de agosto para setembro de 2021. Já no apurado de janeiro a setembro, o Estado ocupa a quarta posição, com 97,8, atrás de Goiás (114,7), Bahia (105,2) e Santa Catarina (102,3).

O Estado figura ainda como o terceiro maior incremento do País, entre agosto e setembro, com índice de 122,6, atrás apenas de Goiás (142,7) e Bahia (139,6).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.