Índices do Pacto Pela Vida apontam 38 meses de redução nos roubos e furtos em Pernambuco

Diminuição foi verificada no Sertão, Zona da Mata, Agreste e Região Metropolitana, com novo destaque para o Recife

O governador Paulo Câmara comandou, nesta sexta-feira (13.11), mais uma reunião integrada do Pacto pela Vida (PPV), na sede da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag). No encontro, foram apresentados os últimos resultados registrados, que apontam 38 meses consecutivos de retração dos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs). A reunião contou com a presença de uma comitiva do governo do Espírito Santo, que veio a Pernambuco para conhecer melhor o funcionamento, as ações e resultados do programa.

“São muitos desafios para fazer segurança pública no nosso País, mas o trabalho continua. Os resultados estão aparecendo e já são 38 meses consecutivos de redução nos roubos, furtos e assaltos. Pernambuco sabe dos desafios, mas todas as nossas operativas, todas as áreas integradas do Governo vão continuar trabalhando para que a gente consiga atingir a tranquilidade que o Estado precisa e que nossa população merece”, avaliou Paulo Câmara.

O último mês analisado, outubro, registrou uma diminuição de 38,3% nos CVPs em relação ao mesmo mês de 2019. Quando compilados os dados desde janeiro, os dez meses somaram 44.381 roubos, uma diferença de 34,89% em comparação ao período equivalente de 2019. Tanto no mês como no acumulado do ano, essa redução verificou-se em todas as regiões do Estado.

O secretário estadual de Defesa Social, Antônio de Pádua, destacou que, mesmo com a pandemia, o trabalho de prevenção não perdeu espaço, garantindo a diminuição dos números mesmo com a reabertura dos serviços e da economia. “É um longo período de tempo em que os pernambucanos estão sofrendo menos com a ação de criminosos, com a subtração de bens e ameaça à integridade física. Com a Covid-19, as polícias intensificaram os trabalhos para manutenção da ordem e proteção social em meio a um cenário socioeconômico complexo e de vulnerabilidade no Estado e em todo o País”, frisou Pádua.

O Recife registrou mais uma redução significativa nos CVPs. Outubro de 2020 apresentou a mais baixa incidência em toda a série histórica da Secretaria de Defesa Social. Em comparação com o mesmo mês de 2019, que computou 2.148 casos, a queda no 10º mês deste ano chegou a 36,2%. A cidade também acumula a redução mais significativa de janeiro a outubro entre as regiões. Houve diminuição de 40,17% nos roubos, comparando esse intervalo em 2019 e em 2020.

A Região Metropolitana, de uma forma geral, reduziu 31,33% os CVPs, levando em consideração as notificações de janeiro a outubro. Além dela, todas as regiões apontaram queda no indicador nesse período, de 2019 para 2020. O Agreste registrou menos quatro mil roubos, totalizando uma queda de 33,3% nos números. A Zona da Mata apresentou percentual semelhante, com menos 32,76%. Já o Sertão, retraiu 27,85%.

No último balanço realizado, foi constatado que a Polícia Civil de Pernambuco não recebeu nenhuma queixa por crime violento contra agências bancárias, caixas eletrônicos ou carros-fortes no decorrer de outubro deste ano. Em relação ao roubo de veículos, a Região Metropolitana do Recife apresentou uma redução de 53,07% quando comparado ao mesmo período do ano passado. O Estado todo contabilizou uma retração de 44,41% neste tipo de crime, saindo de 1.074 para 597.

Além disso, houve uma queda de 31,67% nas ocorrências de roubo a ônibus, caindo para 41 o número de notificações, contra 60 casos no mesmo período de 2019. O mês de outubro também se destacou pela retração das ocorrências de roubo de carga, com uma redução de 56%, saindo de 77, em outubro de 2019, para 34 neste décimo mês de 2020.

Participaram da reunião do PPV a vice-governadora Luciana Santos; os secretários estaduais Alexandre Rebelo (Planejamento e Gestão) e Cloves Benevides (Política de Prevenção à Violência e às Drogas); o secretário de Economia e Planejamento e coordenador executivo do Programa Estado Presente em Defesa da Vida do Espírito Santo, Álvaro Rogério; e o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo, Alexandre Ofranti.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.