Ipojuca implanta Botão do Pânico para proteção às mulheres vítimas de violência

As ipojucanas ganharam, a partir desta terça-feira (28), mais um importante instrumento de proteção e prevenção contra a violência familiar e doméstica: o “Botão do Pânico”. A ferramenta tecnológica implantada pela Prefeitura do Ipojuca, através da Secretaria Especial da Mulher, vai permitir que a vítima, ao acionar o botão, acione também a Central de Monitoramento e o efetivo da Guarda Municipal mais próximo ao local, que culminará em mais flagrantes e mais proteção às mulheres. Além do GPS, a ferramenta gravará a conversa ambiente, podendo servir também como prova no âmbito judicial.

As mulheres que são resguardadas por medida protetiva e que passarem por uma avaliação psicológica feita pela equipe da Secretaria Especial da Mulher e Patrulha Maria da Penha do Ipojuca, poderão receber o botão do pânico. De acordo com as autoridades presentes, Ipojuca está saindo na frente dos demais municípios no estado fortalecendo a rede de proteção e enfrentamento à violência contra a mulher. Para a prefeita Célia Sales, “o botão representa mais um avanço da rede de proteção com o objetivo de salvar vidas”.

Ao lado da vice-prefeita Patrícia Alves e de alguns vereadores, a prefeita ressaltou que, infelizmente, segundo o Ministério da Saúde, “a cada quatro minutos uma mulher é agredida no Brasil” E disse ainda que “todos nós, gestores, e sociedade civil, precisamos fazer a nossa parte, seja implantando ferramentas como essa, seja conscientizando que denunciar não é vergonha, mas um ato de coragem”. A secretária da Mulher do Ipojuca, Lucélia Nunes, comemorou a implantação e disse: “A mulher ipojucana receberá apoio e proteção de forma mais rápida do poder público, inibindo assim a ação do agressor”. O secretário municipal de Defesa Social, Osvaldo Morais, exaltou a visão da prefeita Célia Sales sobre estas políticas públicas e ressaltou que a integração das secretarias municipais com as estaduais e polícias Civil e Militar, MPPE têm sido fundamental para os bons resultados.

O delegado da 10ª Seccional do Cabo, que responde por Ipojuca, Abraão Didier, parabenizou a ação da Secretaria da Mulher, o trabalho da Defesa Social do município e o quanto esta tecnologia vai proporcionar uma atuação mais assertiva no combate à violência contra a mulher. Ele informou que de janeiro até esta terça-feira, Ipojuca não registrou nenhum caso de feminicídio. “Ipojuca já tem uma Guarda Municipal referência no Estado no enfrentamento à violência contra a mulher e, como mais essa ferramenta, sai na frente novamente”, observou a gestora do Departamento de Polícia da Mulher (DPMUL), Fabiana Leandro. O evento contou ainda com a participação dos delegados de Porto e de Ipojuca, João Pedro e Ney Rodrigues, respectivamente, além da Tenente Ferreira, comandante do 18° batalhão, e da representante da secretaria estadual da mulher Bianca Rocha.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.