Água Preta: Ministério Público Eleitoral pede impugnação da candidatura do vice na chapa de Dayse Barreto

O Ministério Público Eleitoral (MPE), nesta segunda-feira (05), pediu a impugnação da candidatura de Gaudencio Tadeu de vice-prefeito de Água Preta, na chão de Dayse Barreto.

O processo foi aberto devido às condutas ilegais do candidato, durante seu exercício como Secretário da Saúde do Município de Água Preta, e desaprovação das contas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por “irregularidades insanável configuradora de ato doloso de improbidade administrativa”.

Dentre as irregularidades citadas pelo MPE, estão movimentações financeiras através de cheques e documentos constantes dos extratos bancários, despesas não foram registradas em empenhos/subempenhos, causando um prejuízo ao erário no valor de R$74.281,58; empenhos sem documentação probatória, causando um prejuízo ao erário no valor de R$ 27.038,74; ausência no controle de abastecimento de combustível; empenhos sem data de liquidação e empenhos sem atesto do servidor responsável de que os serviços foram realizados.

Confira o pedido do MPE na íntegra:

Impugnação

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.