Itaíba: Máquina Patrol é alvo de ação criminosa na zona rural

Da Folha das Cidades

Apesar da pandemia do Covid-19 ter afastado as disputas políticas das ruas, o clima não anda tranquilo em algumas cidades. Em Itaíba, a prefeitura denunciou que vândalos, ainda desconhecidos, provocaram a quebra de duas maquinas motoniveladoras (Patrol), utilizando para isso areia no motor do veículo. O caso foi parar na Polícia Civil com queixa crime aberta pela prefeitura para a identificação dos culpados. Para a prefeita Regina Cunha, um crime a onde só quem perde é a população.

“Desde o início do ano intensificamos os trabalhos de reformas e melhorias das estradas. Temos mais de 65% de nossa população vivendo nos distritos e sítios e por isso esse trabalho é mais que essencial para garantir o deslocamento das pessoas, mas, infelizmente, em ano eleitoral parece que a maldade de algumas pessoas que só pensam no poder não tem limites. Quem mais perde é o povo, mas vamos retomar os trabalhos o mais breve possível, se Deus quiser”, afirmou Regina.

O relatório da empresa Gutemberg Manutenção de Máquinas Pesadas, responsável pela manutenção da motoniveladora, aponta que ao se retirar o cárter do motor da Patrol foi constatado que foi colocado areia dentro do motor criminalmente. Diante do estrago, será necessário substituir várias peças internas da máquina, a exemplo da bomba de óleo do motor, filtros, juntas e retentores, entre outros.

Segundo a queixa crime, a motoniveladora encontrava-se na região do Sítio Facão, a onde realizava serviços de terraplanagem das estradas vicinais. No último dia 15 de maio, quando o operador tentou ligar a máquina no dia seguinte aos serviços realizados no sítio, a máquina não funcionou. Somente quando da manutenção feito pela empresa Gutemberg foi possível atestar a colocação de areia.

Para o secretário de Finanças, Wherbson Alves, além da paralisação dos serviços que prejudica a população, a ação criminosa traz prejuízos a administração municipal. “Lamentavelmente no momento em que concentramos investimentos no combate ao Covid-19, pessoas munidas de sentimentos revanchistas provocam danos em um patrimônio público que vai levar o governo e gastar recursos que poderiam estar sendo utilizados em outros serviços. Vamos aguardar que a polícia identifique os culpados e a justiça se faça”, concluiu.