João Campos defende mais integração da PCR com entidades de caráter social

Foto: Diego Nigro/ Frente Popular do Recife 

Primeiro candidato a ser recebido pelo Porto Social para dialogar sobre propostas para gestão na Prefeitura do Recife, o deputado federal João Campos (PSB), representante da Frente Popular, pontuou, nesta segunda-feira (05), a importância da integração entre o poder público e as entidades de caráter social para promoção de desenvolvimento e combate às desigualdades. Para prefeiturável, o fortalecimento dessas relações garante avanços em diversas áreas da cidade. No encontro, João Campos dialogou com empreendedores sociais que atuam através da entidade. 

João defendeu que é preciso aumentar a relação entre a gestão municipal e iniciativas do terceiro setor, ampliando o diálogo e debate de propostas para avançar em áreas de importância para a vida das pessoas, como a área da Educação. “A prefeitura sozinha não resolve. É importante a gente conversar, aproximar a gestão de quem pode ajudar e construir soluções, conjuntamente, em questões como a ampliação do número de vagas em creches”, afirmou. 

O objetivo do encontro promovido pelo Porto Social é ouvir as propostas dos candidatos para fazer com que Recife continue sendo protagonista do empreendedorismo social. Em 2010, a cidade deu início a um novo movimento, com a criação da ONG Novo Jeito. Já em 2014, surgiu o Transforma Recife e, dois anos depois, o Porto Social. Em 2018, foi a vez do Transforma Brasil. 

Presidente da entidade, Fábio Silva iniciou o encontro falando sobre a história da organização e como a relação entre gestão pública e o terceiro setor. “A gente acredita que se relacionar com poder público traz essa pauta para uma dimensão muito maior, com capilaridade maior e chega em dois públicos. Porque você convida toda classe média para participar, se engajar, o que é tão importante no nosso país e a gente tem desenvolvido isso através do trabalho voluntário e porque você faz os serviços chegarem em comunidades, famílias de grande vulnerabilidade a partir da sociedade civil. A gente acredita no trabalho voluntário como uma grande ferramenta de participação cidadã”, explicou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.