João Campos defende unidade em torno de vacinação contra a covid-19 no Brasil

Prefeito do Recife argumentou, em entrevista à CNN Brasil, que o momento é de concentrar esforços na solução definitiva da pandemia. Nesta quinta (29), João Campos foi porta-voz do Consórcio Conectar em reunião com a Embaixada da China no Brasil sobre vacina

No dia em que esteve reunido com a Embaixada da China para articular a aquisição de vacinas contra covid-19, o prefeito João Campos reforçou a necessidade de unir esforços e buscar uma unidade nacional em torno da agenda da imunização. O Recife integra o Consórcio Conectar, que reúne mais de 2 mil municípios brasileiros para viabilizar a compra de vacinas diretamente com as empresas de diversos países. Em entrevista à CNN Brasil, o prefeito defendeu a boa relação do Brasil com a China e a aproximação em torno de soluções para a pandemia.

“A China é o principal parceiro comercial brasileiro, aproximadamente 80% das vacinas aplicadas no Brasil são de tecnologia chinesa. Todos os prefeitos e representantes de prefeituras que estavam presentes na reunião de hoje fizeram questão de mencionar a importância que a China tem, sobretudo na aquisição de vacinas para o Brasil. Nos colocamos à disposição para fazer esse diálogo de maneira harmoniosa”, afirmou João Campos. “Recife tem um dos três consulados chineses no Brasil e temos parcerias com o país. Agora é hora de deixar brigas de lado e colocar como prioridade a vacina, a abertura de novos leitos, fornecimento de equipamentos e insumos para viabilizar que esses leitos sejam assistidos. Essa deve ser a agenda brasileira”, defendeu o prefeito.

João Campos, que é vice-presidente de Relações Institucionais do Conectar, destacou os esforços feitos pelos cerca de 2,6 mil municípios que integram o consórcio, articulado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). “A gente precisa de vacinas. Não podemos perder tempo com debates vazios. Temos que ir atrás em qualquer lugar do mundo. Somos mais de 2,6 mil municípios. O momento é de unir esforços, não de dissipar energia”, argumentou. O prefeito ainda se solidarizou com as famílias das vítimas. “Hoje é um dia a se lamentar. Chegamos a 400 mil mortes por covid-19 e quero prestar minha solidariedade às famílias brasileiras que perderam entes queridos.”

Mais cedo nesta quinta-feira, em reunião online com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, o prefeito solicitou um encontro com a diretoria do laboratório Sinopharm para formalizar um pedido de 15 milhões de doses de vacina para o País, sendo 6 milhões de doses para trabalhadores da educação do Brasil. O encontro contou com a participação de outros oito prefeitos de municípios brasileiros que também fazem parte do consórcio de vacinas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.