João Campos é destaque em revista internacional

À revista Americas Quartely, prefeito falou sobre os desafios de governar a cidade e o sucesso da experiência digital da vacinação

A Americas Quartely, revista independente dedicada à política, negócios e cultura nas Américas, sediada em Nova Iorque, publicou uma reportagem sobre o prefeito do Recife João Campos nesta quarta-feira (14). O texto da jornalista Ciara Carvalho explica como a transformação digital já é uma marca da gestão iniciada em janeiro de 2021 e lembra que um dos maiores desafios a ser enfrentado pelo prefeito mais jovem de uma capital do Brasil é a desigualdade social.

A matéria apresenta o aplicativo da Prefeitura Conecta Recife, que, entre outros serviços, permite aos munícipes o agendamento da vacina contra a covid-19. A iniciativa atraiu elogios dos mais diversos setores da sociedade, inclusive de opositores políticos, pois o agendamento permitiu a aceleração da vacina e evitou filas, aglomerações e longas esperas nos locais de vacinação. “Temos o compromisso de, em quatro anos, realizar a transformação digital no Recife”, disse João Campos em entrevista.

O gestor municipal também faz questão de compartilhar o dia a dia do seu governo e fazer anúncios importantes no seu perfil no Instagram onde tem quase 390 mil seguidores. João Campos aposta na melhoria da classificação de crédito do município para um Capacidade de Pagamento de nível B (CAPAG B), para negociar condições mais suaves para empréstimos bancários internacionais. Com isso, aumentará o poder da cidade de enfrentar questões históricas importantes como o déficit habitacional.

Em relação à mobilidade urbana, o gestor declarou à revista que vai construir 100 quilômetros de ciclovias, ligando as áreas sul e norte da cidade. Inclusive, em maio, a Prefeitura do Recife se comprometeu com o movimento “Ruas pela Vida”, lançado pelas Nações Unidas para fomentar desenhos urbanos com velocidades de até 30 km/h e equipamentos sustentáveis, com o objetivo de reduzir as mortes no trânsito.

Ao ser perguntado sobre as suas referências políticas, João Campos lembrou do pai, Eduardo Campos, que governou Pernambuco e foi candidato à presidência da República; e também do bisavô Miguel Arraes que além de também ter governado o estado, foi exilado pela ditadura militar. O prefeito também mencionou o Papa Francisco como grande referência.:”Ele entende que falar não é suficiente, é preciso agir”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.