João Campos entrega novos kits do programa Renda por App

Prefeito fez a entrega simbólica de bicicletas, equipamentos de proteção e smartphones com planos de dados para ajudar na geração de renda dos recifenses

Consciente da necessidade de gerar renda à população do Recife em tempos de pandemia e crise econômica, o prefeito do Recife, João Campos, fez a entrega simbólica de kits do Renda por App a quatro beneficiados, no térreo do prédio-sede da Prefeitura da Cidade do Recife, na manhã desta sexta-feira (19). Cada beneficiado recebeu uma bicicleta, um capacete e um smartphone com plano de dados. Ao todo, cerca de 50 kits como estes serão entregues neste mês de fevereiro. O programa é promovido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Trabalho e Qualificação do Recife (STQ).

“Essa ação do Renda por App faz parte do programa Chegando Junto, iniciativa promovido pelo então prefeito Geraldo Julio, que pensou em como o poder municipal pode ajudar as pessoas que precisam de um incremento de renda, sobretudo nesse momento de pandemia. Eu tive a oportunidade agora de falar com Dona Maria das Neves, um exemplo de uma guerreira recifense, que foi beneficiada, foi sorteada e recebeu o celular e a bicicleta. E ela falou que trabalha com os dois filhos, fazendo salgado e doce, entrega na área de Campo Grande. Uma ação como essa ajuda o negócio dela, ajuda a garantir a renda da família”, destacou o prefeito João Campos. “Então, a Prefeitura, em um momento como esse, tem que pensar na vida de cada recifense, na renda e nos desafios que essas famílias vivem. Em como uma ação, que aparentemente é simples, a entrega de uma bicicleta, pode incrementar a renda de tantas famílias”, comentou João Campos.

De acordo com a secretária de Trabalho e Qualificação do Recife, Adriana Rocha, mais de 50 kits serão entregues nos próximos dias. “Hoje, a gente faz uma entrega simbólica, justamente por causa da pandemia, para evitar a aglomeração, mas na sequência a gente vai entregar de cinco em cinco kits, na nossa secretaria, a todos os contemplados, seguindo a ordem de sorteio. A ideia aqui é respeitar um programa que já existia e na atual situação de desemprego, de dificuldades que as pessoas estão passando, é necessário que a ação não seja interrompida. A gente está distribuindo não só bicicletas, como também celulares, com pacotes de dados, e acrescentamos no kit também alguns itens de segurança para que as pessoas possam ter renda por aplicativo, com segurança, nas ruas do Recife”, explicou ela.

A empreendedora Maria das Neves foi uma das pessoas que recebeu o kit das mãos do gestor municipal e está otimista em relação às novas possibilidades de negócio que deverá ter neste ano. “A gente vende lanches, como hambúrguer e bolo. Eu também passei a decorar bolos e as fazemos entregas. Só que a gente não tinha bicicleta e só entregava em lugares próximos, porque se fosse longe a gente não tinha como entregar. Esse kit vai ajudar bastante mesmo, foi um presente maravilhoso. Até agora não estou nem acreditando que eu ganhei, um presente de Deus mesmo, estou muito emocionada. Vamos trabalhar eu e minha filha. A gente já trabalha com isso. A gente se inscreveu e eu nem esperava. De repente ligaram para a gente e a gente está aqui super feliz”, comemorou.

Já o estudante Rhaunny Kaway, 24 anos, disse que com a renda que vai adquirir com a bicicleta, os equipamentos de segurança e o celular poderá pagar a faculdade. “Eu já trabalho com entregas, em restaurante, em padaria também, como ajudante. E agora na empresa está precisando de entregadores. Então, a bicicleta vai me ajudar bastante, vai ser uma renda a mais para mim e vai me ajudar a pagar a faculdade também. Eu estou precisando. No começo da pandemia, eu perdi o emprego e fui na Agência do Emprega, da Prefeitura, e lá me informaram sobre essa questão do sorteio da bicicleta. Antes eu estava fazendo entregas com veículos emprestados dos meus amigos e agora vou poder fazer por conta própria”, contou ele. Também receberam kits Welton Soares, 27 anos, do Vasco da Gama, e Janeide Batista, 44 anos, do Cordeiro.

A expectativa da Secretaria é chamar, ao longo deste mês de fevereiro, os demais beneficiados do programa. A ação é voltada para a geração de renda para a população em situação de vulnerabilidade social, com sorteio baseado na loteria federal, e que já contemplou 445 recifenses – 221 homens e 234 mulheres. Devido à pandemia do novo coronavírus e a necessidade de adoção de medidas sanitárias, as entregas foram suspensas. Diante dessa situação, os sorteios não foram mais realizados e o evento de entrega de fevereiro foi adiado. O primeiro sorteio aconteceu em 26 de outubro de 2019 e a primeira entrega foi realizada no Compaz Ariano Suassuna, no dia 26 de Novembro de 2019.

Fotos: Rodolfo Loepert / PCR

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.