Juliana de Chaparral expõe “Herança Maldita” deixada pelo ex-prefeito de Casinhas

A prefeita de Casinhas, Juliana de Chaparral (DEM) comemorou no último dia 24, o pagamento atrasado da folha do mês de dezembro de 2020. A gestora culpa a gestão anterior de João Camêlo (PSB) por desgoverno nas finanças municipais e diz que assumiu uma “herança maldita”.

Casinhas está, em grande parte, comprometido com débitos deixados pela gestão anterior. A administradora da cidade citou dívidas com o Fundo de Previdência (Funpreca) na ordem de R$ 676.162,44, com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) referente aos meses de novembro, dezembro e o décimo terceiro de 2020, no valor de R$ 219.475,79, além de parcelamento de R$ 77.574,92. Ainda na conta negativa estão contas a pagar para a Celpe, no montante de R$ 196.933,28 e o débito com o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), na casa de R$ 23 mil.

Apesar dos números em vermelho, Juliana de Chaparral diz estar satisfeita com o desempenho da sua gestão que, apesar de tudo, tem conseguido atender as demandas da população. Nesta mesma data, a nova gestora entregou fogões, mesas e geladeiras para todas as unidades básicas de saúde de Casinhas que, segundo ela, foram entregues sem as mínimas condições de uso.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.