Lei garante visitas virtuais a pacientes com covid-19 internados em UTI’s

A Lei Municipal 18.747/2020, sancionada em 28 de agosto de 2020, determina que sejam disponibilizadas visitas virtuais, por meio de videochamadas, de familiares a pacientes infectados pelo novo Coronavírus (Covid-19) internados em unidades de terapia intensiva (UTI’s) do Recife. A iniciativa partiu do vereador Samuel Salazar (MDB). A proposição tem por objetivo humanizar o atendimento, ampliando o acesso dos visitantes às unidades de internação, considerando o atual contexto da pandemia.

De acordo com o parlamentar, o Projeto de Lei foi sugestão de um seguidor nas redes sociais que compartilhou a necessidade e solicitou a demanda. “A pessoa contou que estava com parente no Hospital de Campanha e não tinha como visitar. Foi a partir do relato que estudamos a possibilidade de desenvolver o projeto, avaliamos a competência da Câmara Municipal e construímos o texto da proposição”, revelou Salazar.⁣ “A participação das pessoas no mandato é fundamental. ⁣⁣⁣É dever do vereador representar os interesses da população perante o poder público. Por isso, temos sido intermediadores dessas e outras demandas para que nossa cidade siga avançando com o apoio e participação do recifense”, reforçou.⁣⁣

⁣⁣

⁣⁣⁣O vereador Samuel Salazar argumentou que o distanciamento social provocado pela pandemia pode afetar emocionalmente as pessoas que precisam ficar em casa. No entanto, em muitos casos, essas pessoas contam com a presença de outros membros da família, dentro de sua residência, e têm com quem dividir esses momentos de uma forma que diminua os impactos psicológicos.

Para evitar que a distância de familiares e amigos possa impactar a saúde mental dos pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), cujas visitas presenciais estão suspensas, a proposta visa utilizar a tecnologia para amenizar o sofrimento dos pacientes. “E oferecer assistência integral através da comunicação virtual. Neste contexto, esta Lei busca uma alternativa viável para que o enfermo não fique tanto tempo sem ter contato com seus familiares”, ressaltou Samuel Salazar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.