Miguel faz megacomício em Casinhas e diz que está pronto para vencer no segundo turno

By 21/09/2022 - 12:23Pernambuco

Casinhas está fechada com Miguel Coelho. Na noite desta terça-feira (20), a cidade deu uma prova fiel e consistente de que o Agreste abraçou a candidatura do ex-prefeito de Petrolina e vai com tudo rumo ao segundo turno das eleições. Em um megacomício que reuniu milhares de pessoas no centro do município, o candidato do União Brasil declarou que está chegando a hora de Pernambuco se libertar do PSB.

Articulado pela prefeita Juliana de Chaparral, o evento fechou mais uma agenda de Miguel na região do Agreste – horas antes, ele já havia reunido um grande número de pessoas durante uma carreata em Toritama. Na praça central de Casinhas, tomada pelo povo, Miguel foi recebido com muito carinho e entusiasmo ao lado de Alessandra Vieira, candidata a vice-governadora, Carlos Andrade Lima, candidato a senador, Fernando Filho, deputado federal que disputa a reeleição, e Cleber Chaparral, que tenta uma vaga de deputado estadual. Várias lideranças da região também prestigiaram o grande ato político.

No discurso, Miguel criticou os últimos oito anos da gestão socialista destacando alguns problemas que levaram o estado aos piores rankings nacionais, como de pobreza, violência, educação e desenvolvimento. Declarou que a gestão de excelência em Petrolina o capacita como a melhor alternativa para fazer Pernambuco sair do fundo do poço.

“Faltam 12 dias para a gente escolher que tipo de governador a gente quer, se um que só promete, que só enrola e que só decepciona, ou um governador com atitude, disposto e bom de serviço. Estamos no segundo turno, lá vamos provar quem realmente tem condições de governar porque não vai ter como correr do debate. Me preparei para este momento, junto com o povo, vamos vencer”, declarou.

Por fim, Miguel convocou a população para ir às urnas com sede de vitória e afirmou que os tempos de crise em Pernambuco vão acabar a partir de janeiro de 2023. “Não vamos deixar o medo falar mais alto, não vamos permitir que a política pequena e da perseguição nos amedronte. Eles podem vir com ameaça, com dinheiro, eles podem vir com grito, mas nós vamos é com o povo e no voto”, completou.

Foto: Pipo Fontes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.