Miguel lembra ameaças sofridas ao enfrentar “máfia dos ônibus” e diz que vai mudar transporte metropolitano

By 22/09/2022 - 13:54Pernambuco

No guia eleitoral exibido nesta quarta-feira (21), o candidato ao governo do estado Miguel Coelho falou sobre o caos no transporte público da Região Metropolitana do Recife e reafirmou o compromisso de mudar o contrato das empresas de ônibus. O ex-prefeito de Petrolina garantiu que vai implementar a tarifa por demanda, em que o usuário paga pela distância percorrida.

“Como governador, vou mudar o contrato das empresas de ônibus e acabar com o Anel B. Vamos cobrar a tarifa por demanda, ou seja, pela distância que andar, limitada ao valor atual do Anel A. Este é o meu compromisso com você”, diz Miguel.

No início do guia, o ex-prefeito de Petrolina lembrou as ameaças de morte que sofreu em 2019, quando fez a reestruturação do transporte coletivo, tirando um grupo que dominava o setor há décadas. Na ocasião, o então secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade, José Carlos Alves, foi baleado com tiros na cabeça, mas sobreviveu.

“O caos no transporte público da região metropolitana me lembra que Petrolina também já foi assim. Ônibus caindo aos pedaços, atrasados e a passagem cara. Mas quando fui prefeito, resolvi o problema com coragem e atitude. Tirei a antiga empresa de ônibus e botei uma nova no lugar. Isso contrariou gente muito poderosa, que estava interessada em lucrar com o sofrimento das pessoas. Eles revidaram com brutalidade. Meu secretário foi atingido por quatro tiros e ficou entre a vida e a morte. Logo após, as ameaças foram dirigidas a mim, mas não voltei atrás. Seguimos firmes na decisão e trocamos todos os ônibus, colocando ar-condicionado em parte da frota, WiFi e ainda baixamos o preço da passagem”, contou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.