Moradores de Ipojuca cobram promessas não cumpridas da prefeita Célia Sales

Uma das maiores promessas de campanha da então candidata a prefeita de Ipojuca Célia Sales, quando disputou a eleição suplementar em 2017, foi a construção de moradias para quem mais precisa. Mais de três anos depois, a população de Ipojuca lamenta a promessa não cumprida pela prefeita.

Em áreas estratégicas da cidade, uma faixa foi colocada com a seguinte frase: “Prefeita, cadê as cinco mil casas? Mentirosa”.

Durante evento de posse realizada na Câmara Municipal de Ipojuca, em maio de 2017, a prefeita chegou a afirmar que saúde e segurança também seriam as primeiras áreas que iria priorizar em seu mandato. “A saúde está muito precária e a segurança também. Por isso, a nossa ideia é dar um reforço na segurança, porque Ipojuca é considerada uma das cidades mais violentas. Isso me preocupa muito”, chegou a afirmar na época.

No entanto, atualmente, os munícipes continuam se queixando do abandono nessas duas áreas fundamentais.

Lembrando que, em dezembro de 2016, as eleições para a prefeitura do município, realizadas em outubro do mesmo ano, foram anuladas porque o candidato vencedor, Romero Sales (PTB), marido de Célia, teve o registro cassado. Na época, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgaram o candidato inelegível para concorrer às eleições por improbidade administrativa.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.