Motoristas de app protestam no Recife por reajuste de tarifas

Motoristas de transporte por aplicativos protestam, na manhã desta quarta-feira (9), para pedir reajuste de tarifas nas plataformas, como Uber, 99 e InDriver.

O grupo iria se concentrar em frente ao Classic Hall, mas teve o acesso bloqueado pelo Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). Por causa do bloqueio, eles transferiram a concentração para um posto de combustíveis na avenida Agamenon Magalhães, nas vias locais.

Da Agamenon, os manifestantes partirão em direção à sede do Hemope para doação de sangue, às 10h. Em seguida, segue em carreata até a sede da Uber, no bairro de Santo Amaro, no Recife. Não há previsão de bloqueio de trânsito.

Com a hashtag #ReajusteJá como mote da campanha, os motoristas pretendem chamar atenção da sociedade e das empresas. Eles reclamam que há mais de 4 anos a tarifa de transporte por app diminui e não tem reajuste. 

Segundo o líder da Associação de Motoristas de Aplicativo de Pernambuco (Amape), entidade responsável pela organização do ato, Thiago Silva, a ideia é mostrar as insatisfação com as tarifas das plataformas.

“Estamos chamando atenção da imprensa, da sociedade e das plataformas para importância do reajuste da tarifa. Tudo aumentou, o preço do combustível, o custo operacional, a manutençao dos veículos, o custo de vida e só a tarifa não subiu”, disse Thiago Silva.

“Isso impacta bastante no rendimento do motorista, que passa a ter corridas de valores muito baixos, justamente porque as tarifas estão defasadas. Fica muito difícil manter as contas desse jeito. Hoje as empresas ficam com mais de 40% do valor de uma viagem. Isso é um absurdo que precisa acabar”, completou Thiago.

A Amape reforça que o distanciamento social e o uso de máscara são obrigatórios em todo o protesto.

A reportagem entrou em contato com as empresas para pedir posicionamento sobre o protesto. A InDriver informou que ainda não tem nada a pronunciar. A 99 e a Uber ainda não retornaram o contato.

Folha de Pernambuco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.