Não devemos nada à União, diz Clodoaldo

By 02/05/2022 - 15:59Pernambuco

Depois de pedir a titularidade dominial da União sobre o Arquipélago de Fernando de Noronha, agora o presidente Bolsonaro quer que o estado de Pernambuco faça o ressarcimento de valor referente ao pagamento mensal da cessão da área. Significa dizer que o estado terá que pagar quase 800 milhões de indenização.

Sobre o assunto, o deputado e presidente do Partido Verde em Pernambuco, Clodoaldo Magalhães, disse que a medida do presidente Bolsonaro é descabida. “Há segundas intenções. Por qual razão ele quer tomar a ilha de Pernambuco e ainda pede indenização? É preciso que fique claro. Não vamos entregar Noronha à sorte”, declarou Clodoaldo Magalhães.

Vale lembrar que o arquipélago foi considerado território federal em 1942 e utilizado como base militar na época da Segunda Guerra Mundial. “Noronha é o único distrito estadual do país, administrado pelo governo pernambucano como parte do território do estado desde a constituição de 1988”, lembrou. Clodoaldo destacou que a ilha foi declarada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO em 2001, sendo um dos pontos de fauna mais rica e preservada do mundo.

“Cerca de 70% dos seus 26 km² de área é declarada como Parque Nacional. A ilha é uma área enorme de preservação, de cuidado, de grande variedade de habitats. Esse santuário ecológico é um dos mais importantes do mundo. Não podemos descuidar dele”. Ao todo, o arquipélago é formado por 21 ilhas. Para garantir a sua preservação, ela possui áreas restritas para que peixes, golfinhos, tubarões, corais e outras espécies continuem se desenvolvendo, sem risco.

“Noronha não pode virar a Amazônia, que tem sido queimada pela irresponsabilidade deste desgoverno. Sabemos do quanto se faz necessário harmonizar a utilização de recursos naturais com a promoção da sociobiodiversidade, sem que isso comprometa os processos renováveis, como propõe o tripé do desenvolvimento sustentável: proteção do ambiente, crescimento econômico, equidade social no acesso aos bens ambientais”, explicou o presidente estadual do PV.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.