No Senado, FBC é reconhecido pelo diálogo e exercício do consenso: “uma referência”

By 07/12/2022 - 20:09Pernambuco

Senadores de diferentes partidos destacaram a capacidade de articulação e busca de consensos de Fernando Bezerra Coelho após o discurso de despedida realizado nesta quarta-feira (7) no plenário. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), abriu a série de 30 pronunciamentos em homenagem a FBC. Em todos eles, os senadores ressaltaram o diálogo e a habilidade de Fernando Bezerra para construir convergências.

“Vossa Excelência é trabalhador, dedicado, solucionador de problemas, capaz de ser relator de diversas matérias ao mesmo tempo e entregar sempre o consenso do Senado Federal. Eu testemunhei isso diversas vezes. O estado de Pernambuco pode se orgulhar do homem público que o senhor é e das defesas que fez do seu estado. O povo brasileiro pode ter segurança absoluta de que teve um senador que defendeu e entregou soluções ao Brasil”, afirmou Pacheco.

Já o senador Davi Alcolumbre (União-AP) lembrou a atuação de Fernando Bezerra Coelho no processo de pacificação das instituições. “Você é uma referência para todos nós. Você construiu nesta Casa consensos que nós achávamos impossíveis de se construir.”

“Uma pessoa do diálogo, do entendimento, da solidariedade, da amizade. Nem de longe, eu penso que Vossa Excelência está saindo da vida pública. É impossível uma pessoa com o compromisso que Você Excelência tem com a causa pública sair da vida pública”, acrescentou o senador Marcelo Castro (MDB-PI).

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) chamou a atenção para a vocação política de Fernando Bezerra. “Com esse seu talento político, essa sua inteligência e espírito público de quem conhece o Brasil, conhece os assuntos, dificilmente alguém discutia com Vossa Excelência qualquer assunto, principalmente durante sua liderança. Provisoriamente estará fora daqui, mas da política nunca e com certeza voltará a ter um papel importante na política brasileira.”

“O Senado fica menor sem a sua presença. Estivemos ao longo desses quatro anos seguramente em quase todos os debates em trincheiras diversas, mas nunca faltou disponibilidade e capacidade intelectual para construir soluções”, disse o senador Alessandro Vieira (PSDB-SE).

“O senhor conseguia aqui amortecer, construir consensos, mesmo quando, do lado de lá, vinha dissensos. Tentar buscar acordos, mesmo quando do lado de lá vinha divergências. Acho que é essa a sua capacidade. Receba esse testemunho de um líder que foi antagonista seu, mas que reconhece e respeita a capacidade que o senhor tem de, na divergência, produzir consensos, produzir diálogos. De fato, sobretudo na próxima quadra, o senhor fará uma falta enorme aqui. Sobretudo, na próxima quadra, o seu caráter conciliador seria necessário para estar neste Plenário”, acrescentou o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP).

Em sua fala, a senadora Eliziane (Cidadania-MA) considerou o trato a grande marca de Fernando Bezerra Coelho. “A sua grande característica é o relacionamento, a convivência e a amizade que Vossa Excelência deixa nesta Casa. Nós novatos, que chegamos aqui a esta Legislatura, que é o meu caso, aprendemos muito com pessoas como o senhor, pessoas que nos dão lição de vida, não pelo discurso, mas pela postura, pelo posicionamento que tem, pelo exemplo de vida que é, que é o que nós queremos levar também para a nossa caminhada política, para o nosso entorno.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.