Ossesio Silva debate candidatura do Brasil para sediar a terceira Assembleia Mundial sobre Envelhecimento

By 13/04/2021 - 09:36ColunaFalaPE

Brasília (DF) – A Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados promoveu, na última sexta-feira (9/04), uma audiência pública cujo debate ocorreu em torno da candidatura do Brasil para sediar a terceira Assembleia Mundial sobre Envelhecimento, prevista para ocorrer em 2022. A solicitação do debate partiu do deputado federal Ossesio Silva (Republicanos-PE). O evento, que é promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), ocorre a cada 20 anos.

A necessidade da discussão da temática foi destacada pelo republicano no VI Fórum Mundial da População Idosa, em que esteve presente em janeiro deste ano em Porto Alegre (RS), onde foi debatido a favor do pleito de eleger Porto Alegre como sede da Assembleia Mundial sobre Envelhecimento. “Esse debate com o colegiado e com integrantes do governo é fundamental. O Brasil é um país alinhado com a realidade do envelhecimento populacional. Uma nação que lidera o desenvolvimento da temática do idoso nas esferas internacionais e nacionais e que contribui com ações direcionadas aos idosos.”, lembou Ossesio.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, expressou o interesse do Brasil em sediar o evento. “Nós queremos a Assembleia Mundial sobre Envelhecimento aqui. Nós vamos ousar, sim, e apresentar a nossa candidatura.”

A audiência foi transmitida em tempo real pela internet e contou com a participação do secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Antônio Costa; do presidente do Centro Internacional de Longevidade Brasil, Alexandre Kalache; da médica geriatra Karla Giacomin; do vereador da Câmara Municipal de Porto Alegre Alvoni Medina; do coordenador-geral do Comitê Organizador do IV Fórum Social Mundial da População Idosa, Lélio Luzardi Falcão; e também da procuradora de Justiça do Estado de Pernambuco, Yelena de Fátima Monteiro de Araújo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.