Pacto pela Vida reconhece gestão das medidas socioeducativas em meio aberto como prática exitosa

By 15/12/2022 - 15:55Pernambuco

Suelly Cysneiros, gestora responsável pela execução de projeto voltado a egressos da Funase e aprendizes, foi uma das agraciadas com medalha entregue pelo governador Paulo Câmara

O trabalho da Superintendência de Gestão do Sistema Socioeducativo da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), que atua no monitoramento da execução de medidas socioeducativas em meio aberto, foi reconhecido como relevante para a redução da violência em Pernambuco. A titular do setor, Suelly Cysneiros, esteve entre as agraciadas pela medalha Pacto pela Vida, entregue a 27 personalidades, na manhã desta quinta (15), durante cerimônia conduzida pelo governador Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas, no Recife.

Entre as atividades coordenadas pela representante da SDSCJ está o projeto Novas Oportunidades, que busca fazer a inserção socioprodutiva de adolescentes e jovens com idades entre 14 e 22 anos que sejam egressos da Funase e/ou estejam em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, além de aprendizes. Desde o início da ação, em 2014, o número de acompanhados foi de 1.362, com índice de reincidência de 4,4% e de vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) de 0,95%. Em novembro de 2022, por meio de lei sancionada pelo governador, o Novas Oportunidades virou programa, o que vai possibilitar que suas ações, atualmente focadas na Região Metropolitana do Recife, sejam expandidas para todo o estado.

“Fico muito feliz por esse reconhecimento, que consagra um ciclo de oito anos de muito trabalho com o Novas Oportunidades e outras atividades que também desempenhamos, como o monitoramento junto a pessoas e entidades executoras de programas e serviços de medidas socioeducativas em meio aberto – liberdade assistida e prestação de serviços à comunidade – e a administração estadual do Sipia-Sinase, sistema que contém dados dos adolescentes em medidas socioeducativas em meio aberto e cujo uso contribui para melhorias e ajustes da gestão da política de socioeducação no estado”, afirmou Suelly.

FUNASE – Em seguida, durante reunião do Comitê Gestor do Pacto pela Vida, foram apresentados os resultados da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), responsável pela execução de medidas socioeducativas em meio fechado. Entre 2016 e 2022, a taxa de reincidência dos egressos da instituição na prática de atos infracionais caiu 14 pontos percentuais, e a de ocupação das unidades socioeducativas despencou de 132% para 61%, o que evidencia a superação do problema histórico da superlotação. Além disso, foram asseguradas 2.276 vagas de educação profissional para os socioeducandos e a inserção de 544 participantes em 112 práticas restaurativas, metodologia aplicada para difundir a cultura de paz.

“Tivemos o reconhecimento, nesta manhã, a um projeto que, por lei, estamos podendo ampliar: o Novas Oportunidades, coordenado por Suelly Cysneiros, que é referência na socioeducação em nosso estado. E no meio fechado, a gestão do governador Paulo Câmara, sobretudo neste segundo ciclo, de 2019 a 2022, também conseguiu mudar realidades. Antes, o sistema socioeducativo não conseguia sequer atender a demanda. Hoje, a gente tem uma taxa de ocupação bem menor nas unidades socioeducativas graças a um trabalho conjunto, que conseguiu, entre outras coisas, colocar em funcionamento a Central de Vagas, uma referência nacional”, elogiou o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Edilazio Wanderley.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.