Brasil reduziu taxa de expansão da Covid-19 de 3,5 para 1,4, mas valor ainda é alto

By BlogFalaPE No Comments

Do G1

SÃO PAULO – O “número básico de reprodução” da Covid-19 — parâmetro que indica quantas pessoas um indivíduo infectado contagia — caiu no Brasil desde o início da pandemia, mas ainda é alto.

Quando o novo coronavírus chegou ao país, em 26 de fevereiro, cada pessoa que o contraía passava a doença para outras 3,5, em média. Depois das primeiras medidas de isolamento social, em 23 de março, o número caiu para 1,9. Agora, com mais estados promovendo quarentena, está em 1,4. Ou seja, cada dois brasileiros infectados transmitem o Sars-CoV-2 para outros três.

O valor é menor, mas ainda preocupante, porque alimenta um crescimento exponencial da pandemia, que dobra de tamanho a cada 9 ou 10 dias, um patamar temerário num momento em que o Brasil já tem mais de 260 mil casos.

Os pesquisadores responsáveis pela estimativa são o físico nuclear Rubens Lichtenthäler Filho, professor da Universidade de São Paulo (USP), e seu filho, Daniel, médico do Hospital Israelita Albert Einstein.

Para chegar aos números, os dois trabalharam essencialmente com dados oficiais. Eles afirmam que as datas-chaves identificadas na análise coincidem com momentos em que estados implementaram medidas mais duras de isolamento.

— A gente sabe que o impacto que a gente está vendo é o de medidas progressivas de distanciamento social ao longo do tempo — diz Daniel.

Para enxergar um panorama mais claro sobre a evolução da pandemia, Daniel explica que os dados oficiais foram tratados para eliminar flutuações estatísticas (em domingos há poucos registros, por exemplo) e foi levado em conta o tempo da doença e seu período de incubação. O tratamento matemático do trabalho usou recursos empregados comumente na área de atuação de Rubens.

Caixa deve receber 2,5 milhões de pessoas por dia até 13 de junho

By BlogFalaPE No Comments

Os novos calendários de saques do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) foram elaborados de modo a manter o fluxo nas agências da Caixa Econômica Federal em torno de 2,5 milhões de pessoas por dia, disse hoje (18), em Brasília, o presidente do banco, Pedro Guimarães. Ele explicou que, em todo o país, esse movimento se repetirá diariamente de amanhã (19) até 13 de junho, quando acabará o saque em dinheiro da segunda parcela.

Segundo Guimarães, o cronograma foi pensado para impedir picos de movimentação nas agências, como os ocorridos em 4 e 5 de maio, quando o saque da primeira parcela em espécie coincidiu com a retirada do dinheiro por quem tinha transferido o benefício para a conta de amigos ou de parentes. “Esse equilíbrio é para ter 2,5 milhões de pessoas [sacando nas agências] na mesma data”, explicou o presidente da Caixa.

De hoje até o dia 29, as agências receberão diariamente 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, que retirarão a segunda parcela do auxílio emergencial com base no último dígito do Número de Inscrição Social (NIS). A partir de amanhã, o movimento diário será reforçado por pessoas que tiveram a primeira parcela liberada na última sexta-feira (15) <https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-05/dataprev-aprova-auxilio-emergencial-para-83-milhoes-de-brasileiros&gt;. Esse contingente, de 8,3 milhões de pessoas, irá ao banco dividido em grupos de 600 mil pessoas por dia, com base no mês de nascimento.

De 30 de maio a 13 de junho, será a vez de os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e dos trabalhadores informais irem às agências sacarem a segunda parcela em dinheiro. A retirada também se dará conforme o mês de nascimento, num total estimado entre 2,4 milhões e 2,7 milhões de pessoas por dia.

O pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial para os informais e os inscritos no CadÚnico começa amanhã e vai até o dia 26, mas o dinheiro só será depositado na conta poupança digital da Caixa. 

Até o dia 30, esses beneficiários só poderão movimentar o dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas, de boletos bancários e de compras em lojas e estabelecimentos parceiros do banco.

O presidente da Caixa explicou que o dinheiro da segunda parcela depositado na conta digital só poderá ser sacado em espécie a partir do dia 30 para evitar aglomerações nas agências. 

Diferentemente do pagamento da primeira parcela, a transferência da conta digital para contas de terceiros também só será liberada quando começar o saque em dinheiro. 

“O movimento nas agências subiu no início de maio por causa disso. Muita gente transferiu para a conta de amigos ou de parentes que foram sacar nas agências da Caixa, aumentando as filas”, justificou.

Guimarães explicou ainda que quem teve o auxílio emergencial liberado mais tarde terá um calendário próprio, recebendo as três parcelas com 30 dias de diferença cada. Como o benefício pode ser pedido até 3 de julho, quem tiver o auxílio liberado após essa data receberá até setembro, caso a primeira parcela saia em julho, ou outubro, caso a primeira parcela só saia em agosto.

Balanço

A Caixa Econômica apresentou o balanço mais recente do auxílio emergencial. Até as 14h de hoje, o banco pagou R$ 37,3 bilhões a 52,3 milhões de pessoas. O número inclui tanto a primeira parcela como o primeiro dia de pagamento da segunda parcela. Em relação ao primeiro lote, 96% dos beneficiários sacaram todos os recursos.

A vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé, apresentou dados do Benefício Emergencial (BEm), que complementa a renda do trabalhador com jornada reduzida ou com contrato suspenso durante a pandemia com uma parcela do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido. Desde 4 de maio, a Caixa, que opera o BEm, pagou R$ 1,7 bilhão a 1,8 milhão de empregados.

Desse total, R$ 1,1 bilhão foram creditados em contas de correntistas do próprio banco, R$ 597,5 milhões na conta poupança digital e R$ 27,4 milhões no Cartão do Cidadão. 

Segundo a vice-presidente, nesta semana o banco deverá pagar R$ 425 milhões a 428 mil trabalhadores. O BEm é pago 30 dias depois da assinatura do acordo de redução de jornada ou de suspensão de contrato, em duas ou três parcelas.
 

Edição: Kleber Sampaio

Da Agência Brasil

Governo Federal sanciona com vetos lei que cria linha de crédito para micro e pequenas empresas durante crise do coronavírus

By BlogFalaPE No Comments

Presidente vetou trecho que previa carência de oito meses para pagamento de empréstimo.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a lei que cria linha de crédito para auxiliar micro e pequenas empresas durante a crise do novo coronavírus. A sanção publicada no “Diário Oficial da União” desta terça-feira (19).

O valor dos empréstimos previstos pela lei será de até 30% da receita bruta anual da empresa em 2019. O montante máximo do benefício é de R$ 108 mil para microempresas e de R$ 1,4 milhão para pequenas empresas.

Bolsonaro vetou da proposta a carência de oito meses para o pagamento do empréstimo. O presidente informou que o período sugerido pelo Congresso Nacional geraria “risco à própria política pública, ante a incapacidade de os bancos públicos executarem o programa com as condições apresentadas pelo projeto”.

Bolsonaro também vetou a prorrogação, por 180 dias, dos prazos para pagamento de parcelamentos da Receita Federal e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

A lei entra em vigor com a sanção, e os vetos terão de ser analisados pelo Congresso. Os parlamentares podem manter ou derrubar a decisão de Bolsonaro. Da forma como foi sancionada, a lei prevê prazo de 30 e seis meses para o pagamento.

Pronampe

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) é destinado a:

• Microempresas com faturamento de até R$ 360 mil por ano; e

• Pequenas empresas com faturamento anual de de R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões.

Para novas companhias, com menos de um ano de funcionamento, o limite do empréstimo será de até metade do capital social ou de 30% da média do faturamento mensal.

O valor poderá ser dividido em até 36 parcelas. A taxa de juros anual máxima será igual à Taxa Selic (atualmente em 3% ao ano), acrescida de 1,25%.

As micro e pequenas empresas poderão usar os recursos obtidos para investimentos, para pagar salário dos funcionários ou para o capital de giro, com despesas como água, luz, aluguel, reposição de estoque, entre outras. O projeto proíbe o uso dos recursos para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

Cada empréstimo terá a garantia, pela União, de 85% dos recursos, com esses valores do fundo. Todas as instituições financeiras públicas e privadas autorizadas a funcionar pelo Banco Central (BC) poderão operar a linha de crédito.

Do G1

Seca no inverno? Conselho Rural de Serrita cobra explicações do prefeito após declarações

By BlogFalaPE No Comments

Mesmo com muita chuva no município de Serrita, o prefeito Erivaldo Oliveira, decretou situação de emergência por estiagem. Segundo relato de moradores, está sendo um dos melhores invernos: Açudes e Barragens transbordando, ferragem para os animais e colheita para quem plantou.

O que foge da lógica, na verdade, é a atitude do prefeito, em declarar situação de emergência por estiagem. Por meio de nota, o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Sustentável de Serrita, cobrou explicações tanto ao prefeito, como à câmara de vereadores. Segundo eles, o inverno vem favorecendo o município.

Covid-19: Brasil passa de 250 mil casos confirmados

By BlogFalaPE No Comments

Reuters

Da Agência Brasil

O balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado nesta segunda(18), registrou 13.140 novos casos confirmados de covid-19, totalizando 254.220. Foi o maior número registrados em 24 horas, desde o início da pandemia no país. O resultado marcou um acréscimo de 5,4% em relação a ontem(17), quando o número de pessoas infectadas estava em 241.080.  

O Brasil teve 674 novas mortes registradas nas últimas 24 horas e chegou a 16.792. O resultado representou um aumento de 4,2% em relação a ontem, quando foram contabilizados 16.118 mil falecimentos por covid-19. A letalidade (número de mortes por quantidade de casos confirmados) ficou em 6,6% e a mortalidade (número de óbitos por quantidade da população) foi de 7,9%.

Do total de casos confirmados, 136.969 (54%) estão em acompanhamento e 100.459 (39,5%) foram recuperados. Há ainda 2.277 óbitos sendo analisados.

O balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado nesta segunda(18), registrou 13.140 novos casos confirmados de covid-19, totalizando 254.220. Foi o maior número registrados em 24 horas, desde o início da pandemia no país. O resultado marcou um acréscimo de 5,4% em relação a ontem(17), quando o número de pessoas infectadas estava em 241.080.  

O Brasil teve 674 novas mortes registradas nas últimas 24 horas e chegou a 16.792. O resultado representou um aumento de 4,2% em relação a ontem, quando foram contabilizados 16.118 mil falecimentos por covid-19. A letalidade (número de mortes por quantidade de casos confirmados) ficou em 6,6% e a mortalidade (número de óbitos por quantidade da população) foi de 7,9%.

Do total de casos confirmados, 136.969 (54%) estão em acompanhamento e 100.459 (39,5%) foram recuperados. Há ainda 2.277 óbitos sendo analisados.

Moradora de Vertentes usa redes sociais para denunciar descaso em seu monitoramento de Covid-19

By BlogFalaPE No Comments

A gestão da saúde de Vertentes mais uma vez protagonizou uma situação preocupante e constrangedora para a população do município. Após os episódios popularmente conhecido como “mensalão da saúde”, denunciados no início do ano, e de ser alvo de críticas, por parte da população, pela desapropriação do hospital Jaime Santana e pela inoperância no combate a pandemia do coronavirus, uma moradora do município denunciou um severo descaso em seu acompanhamento, após apresentar sintomas da Covid-19.

Através de suas redes sociais, a senhora Renata Gomes decidiu realizar um esclarecimento relatando a aflição vivenciada desde o momento em que sentiu os primeiros sintomas da doença. Dentre outras situações, a moradora relatou o despreparo do atendimento realizado na “Unidade Mista” local; negligência e falta de cuidados sanitários na coleta de amostras para testes; e a ineficácia no monitoramento que, segundo a mesma, foi realizado através do WhatsApp.

Além disso, comentou sobre a necessidade de se transferir para uma cidade vizinha para realização de exames e atendimentos mais eficazes. Segundo a paciente, os testes realizados pela secretaria de saúde de Vertentes diagnosticaram dengue, o que foi prontamente desmentido ao realizar exames em outro município, que apontaram a presença do coronavirus.

Por fim, foi relatado que “o nº 1 da saúde do município” realizou telefonemas para a paciente, no intuito de reclamar acerca dos comentários e cobranças realizados pela mesma. Diante do exposto, Renata, que está em tratamento domiciliar e se sente bem, informou que resolveu se pronunciar para que providencias sejam tomadas e outras pessoas não venham a vivenciar o mesmo. O depoimento de Renata, na íntegra, pode ser visualizado nas imagens abaixo.

Prefeitura de Serra Talhada atualiza população com informações de enfrentamento ao Coronavírus

By BlogFalaPE No Comments

Acabou de acontecer, mais uma Live realizada pela Prefeitura de Serra Talhada. Em pauta, as novas informações e ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Estiverem presentes, o prefeito Luciano Duque, a secretária de saúde Márcia Conrado, o representante do conselho municipal de saúde Ari Amorim e a coordenadora do creas Marluce Ferreira.

O prefeito Luciano Duque, deu início a live lamentando a má utilização das redes sociais, por parte da população. Ele informou que muitas pessoas, utilizam da rede social para fazer política e denegrir a imagem da gestão. Informando que muitas das ações tomadas pela Prefeitura, estão sendo acertivas.

“Os números de Serra Talhada não estão mais alarmantes, porque nós estamos tomando as medidas necessárias em tempo hábil, sendo pioneiros em vários ações e acompanhando de perto a situação da cidade. Nós temos uma responsabilidade com quase 100mil habitantes, então é um trabalho incansável”, pontou Márcia Conrado.

A prefeitura de Serra Talhada decreto ações mais rígidas, desde o início do mês de maio. O município foi pioneiro, na obrigatoriedade do uso de máscaras; o estacionamento do centro foi restritivo para moradores, cargas e descargas de mercadorias. O núcleo de apoio para oferecer orientações á população sobre os benefícios da caixa, permaneceu funcionando, após liberação da 2ª parcela do benefício. O plantão psicológico online, desenvolvido pela secretaria de saúde, também está em pleno funcionamento.

A Live contou com comentários positivos, vindos da população. A prefeitura se colocou à disposição de todos para esclarecimentos e informações sobre o enfrentamento da pandemia.

Paulo Câmara testa positivo para o Coronavírus

By BlogFalaPE 5 Comments

Surpreendente, Paulo Câmara testou positivo para o Covid-19.

A notícia foi divulgada agora a pouco nas rede sociais.

Ele vinha sentindo os sintomas e fez o teste que deu positivo.

 

Segue abaixo nota emitida pelo Governo do Pernambuco:

NOTA OFICIAL


O governador Paulo Câmara testou positivo para a Covid-19, na noite desta segunda-feira. O governador apresentou apenas sintomas leves e vai ficar em isolamento em casa, seguindo as recomendações médicas. As atividades do Gabinete de Enfrentamento ao Novo Coronavírus permanecem, e o governador Paulo Câmara coordenará o trabalho de forma remota.

 

Confira o pronunciamento do governador:

Pandemia e Farra: Prefeito de São Lourenço da Mata aproveita dispensa de licitação para Covid-19, para incluir outras coisas…

By BlogFalaPE No Comments

Com a pandemia do coronavírus, estados e municípios têm utilizado processos simplificados para a compra de equipamentos e medicamentos para os hospitais. O que chama atenção no município de São Lourenço, é a inclusão de equipamentos odontológicos nas dispensas de licitação referentes ao Covid-19.

Na dispensa de nª 2/2020, foram destinados R$759.996,00 em fornecimento emergencial de Material Médico Hospitalar, para atendimento odontológico.

Confere produção?

Equipamentos odontológicos, são equipamentos necessários no combate à pandemia?

Fizeram até meme na cidade.

“Seria uma injustiça com o professor”, afirma Fernando Rodolfo ao comentar possibilidade de congelamento de salários dos servidores públicos

By BlogFalaPE No Comments

Do Blog do Alberes Xavier

Durante sua participação ao programa Cidade em Foco da Rede Agreste de Rádios, o deputado federal Fernando Rodolfo (PL), comentou a tramitação no Congresso Nacional do PLP 149/19, que tem por objetivo garantir socorro financeiro aos estados e municípios e exige contrapartida, das unidades da federação, com o congelamento de salário de servidores por um ano e meio.

De acordo com o deputado, quando o PLP foi aprovado na Câmara Federal não se falava em congelamento de salários, entretanto a possibilidade foi anexada a proposta no Senado Federal. Fernando Rodolfo explicou que as alterações foram para garantir adaptações diante das circunstâncias desencadeadas pela pandemia do novo coronavírus.

Diante disso, o deputado criticou a possibilidade de congelamento dos salários de algumas categorias do funcionalismo público, como por exemplo, a categoria de professores. “Congelar isso, seria uma injustiça com o professor que já ganha tão pouco em nosso país. Quem é professor sabe disso e sabe da nossa luta”, afirmou.

O PLP 149/19 segue em tramitação no Congresso Nacional e o deputado afirmou que mantém comprometido na defesa dos professores. “Um país só avança pela educação e não há educação de qualidade sem valorização do professor. Por isso minha luta, meu mandato dedico a causa dos professores e não me arrependo. Digo sempre que entre prefeito e professor, prefiro ficar do lado do professor”, destacou.

Fernando Rodolfo cumpre seu primeiro mandato eletivo e destacou durante a sua fala como a atual situação enfrentada pelo país é atípica e inesperada. De acordo com o mesmo ninguém estava preparado para um momento como esse. “Então, todas as ações governamentais e parlamentares, precisam ser adaptadas”, destacou o mesmo ao defender que as medidas tomadas pelo poder público devem se adequar à nova realidade.

Emendas – O deputado ainda informou que direcionou praticamente a unanimidade das suas emendas parlamentares para o combate ao COVID-19, destacando recursos destinados para a cidade de Santa Cruz do Capibaribe. “Quero dizer que nós estamos contemplando Santa Cruz do Capibaribe com 500 mil reais. Já comuniquei o prefeito Edson Vieira. Essa emenda deve estar sendo cadastrada pela prefeitura nos próximos dias”, disse.

Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Cambucá FM (104.9), Rádio Vale FM (91.7), Redentor FM (104,9), Orobó FM (105.9), Potyra FM (87,9), Vertentes FM (104.9) e pela Internet: http://www.filadelfiafm.net