PCR já cadastrou mais de 10 mil famílias para recebimento do Auxílio Municipal e Estadual

Trabalho está sendo realizado desde segunda-feira (6) por Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Saúde Ambiental e Controle de Endemias (Asaces) do Recife.

Até o fim da tarde desta quinta-feira (9), as equipes da Prefeitura do Recife já cadastraram 10.500 famílias atingidas pelas chuvas que receberão o auxílio Auxílio Municipal e Estadual (AME) de R$ 2.500 ofertado pelo Governo de Pernambuco, junto a Prefeitura do Recife e a Câmara Municipal do Recife. Desse total, 3.427 famílias estão ou estiveram em um dos abrigos da PCR. Nesta quinta (9), o prefeito do Recife, João Campos, acompanhou o trabalho de cadastramento, feito pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Saúde Ambiental e Controle de Endemias (Asaces) do Recife, nos bairros do Ibura e Torre.

De acordo com João Campos, o levantamento de dados das famílias é realizado por meio de tablets ou celulares com um sistema exclusivo desenvolvido pela Emprel e os pagamentos já devem começar na próxima semana. “Estamos aqui para conversar com as pessoas e acompanhar os trabalhos das equipes. Na próxima semana começam os pagamentos. No primeiro momento, estamos realizando as ações emergenciais e realizaremos ações de infraestrutura também”, esclareceu ele.

Na comunidade Paz e Amor, 1.518 domicílios serão visitados até esta sexta (10) por 37 ACSs e Asaces. Na localidade, o cadastramento foi iniciado na segunda-feira (6). Segundo a moradora Jamy de Oliveira, 59 anos, dona de casa, o benefício chegou num momento de muita necessidade: “Eu moro há 38 anos aqui e agora tive que ir para a casa de um amigo por causa das chuvas. O auxílio vai ser muito importante, porque eu perdi colchão, perdi armário, cama, guarda-roupa, muita coisa. Agora com essa ajuda a gente vai poder recomeçar. Vou comprar comida também que é necessário”, disse.

Já Nataly Paes Barreto, 34 anos, vive na comunidade Santa Luzia, na Torre, com o marido e três filhos. Os dois estão desempregados e coletam materiais recicláveis para sustentar a família. “A gente ficou sem nada. Conseguimos doações de roupas, mas os móveis, perdemos todos. Agora meus filhos estão na casa da minha mãe, e eu e meu marido estamos na casa de uma amiga. Estamos precisando muito dessa ajuda, desse auxílio”, contou ela. A dona de casa Manuela Pereira, 29 anos, mora com os quatro filhos na comunidade Santa Luzia e ficou feliz em saber que vai receber um auxílio emergencial. “O auxílio vai ajudar porque a gente vai poder comprar de volta o que a gente perdeu. Perdi televisão, perdi sofá, mas graças a Deus não perdi a vida. O importante é isso”, contou.

CADASTRO – O cadastramento começou na segunda-feira (6). Com as informações levantadas a partir do que foi coletado em cada uma das comunidades visitadas pelos agentes, será possível fazer o cruzamento de dados com outros bancos da prefeitura, como é o caso das informações registradas no sistema de agendamento eletrônico da vacina contra a covid-19, o Recife Vacina, e no sistema do CadÚnico, do Governo Federal. Essa conferência de dados garante a transparência no procedimento adotado para o pagamento do auxílio emergencial, bem como do pagamento que deverá ser iniciado ainda neste mês de junho.

AUXÍLIO – Na sexta-feira (3), a Prefeitura do Recife, junto com a Câmara de Vereadores, e o Governo de Pernambuco anunciaram o pagamento de um auxílio, no valor de R$ 2,5 mil, para as famílias que foram severamente afetadas pela tragédia e que integram o CadÚnico. A ajuda vai chegar aos moradores que vivem em áreas de risco e pontos de alagamento definidos pela Defesa Civil na capital pernambucana. Esse auxílio, que será pago em uma única parcela, se somará ao auxílio-moradia que será concedido às pessoas que perderam suas casas. O benefício passará de R$ 200 para R$ 300 por mês, um incremento de 50%. Essa atualização também terá efeito para os atuais beneficiados, além das famílias que serão cadastradas no programa pelas equipes de Defesa Civil e Assistência Social.

FOTOS: Rodolfo Loepert / PCR.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.