PDT aposta em candidatura coletiva para a Câmara do Recife

O Partido Democrático Trabalhista, o PDT, está lançando uma candidatura coletiva à Câmara dos Vereadores do Recife. O grupo, denominado “Ativistas”, é formado pelo enfermeiro Rodrigo Patriota, a jornalista Sylvia Siqueira e a advogada Bruna Albuquerque. Bruna, aliás, retirou a sua candidatura à vereância da cidade junto com Rodrigo Bione, Marcelo Furtado, Eduardo Kalil e Rodrigo Paulino para, assim, viabilizar a chapa coletiva.

O grupo, aliado do deputado federal Túlio Gadêlha, entende que a candidatura coletiva é prática necessária para unir forças políticas frente às oligarquias. “Nós estamos unindo trajetórias de vida e nosso ativismo na defesa de direitos e da democracia para defender as políticas sociais estruturantes e enfrentar as desigualdades na nossa cidade e no País”, analisa o coletivo.

Com atuação nas áreas de Educação e Direitos Humanos, Saúde e Meio Ambiente, respectivamente, Sylvia, Rodrigo e Bruna juntam-se a Bione, Furtado, Kalil e Rodrigo Paulino, os quais têm relevância em outros setores igualmente importantes, como emprego, cultura, habitação e população em situação de vulnerabilidade. Eles decidiram pelo reposicionamento na candidatura coletiva com o intuito de reforçar este movimento na construção de um Recife tendo a periferia no centro das decisões e, assim, reduzir as desigualdades históricas que perpetuam a pobreza.

Esse reposicionamento dos candidatos não prejudica a chapa completa das proporcionais do PDT. O Brasil tem experiências de candidaturas coletivas desde 1994. Em 2018, cerca de 30 dessas composições foram eleitas no País. Esse tipo de candidatura é feita em nome de um representante que atende a todas as exigências do Tribunal Superior Eleitoral.

Um comentário sobre “PDT aposta em candidatura coletiva para a Câmara do Recife

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.